Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Isto sim é de louvar

Em Amesterdão existe uma pequena aldeia desenhada de raiz para servir de lar e apoio a idosos e pessoas com demência e Alzheimer. 

As imagens dão vontade de qualquer um de nós ir para lá viver, não faço ideia quanto cobram aos idosos. 

Mas gostaria que um dia a tendência de lares deprimentes e caros fossem revertidos. Aqui em Portugal paga-se os olhos da cara, por um quarto partilhado com mais duas ou três idosas, se for um casal é raro juntarem-nos mas sim os separar. 

Depois aquilo é tão deprimente, são tratados, como coisas em muitos sítios, noutros como crianças pequenas sem gostos e sem sentimentos. 

Lembro-me de ir visitar a avó do B num desses lar, no caso dela era de recuperação a uma cirurgia e depois saiu passado um mês. Mas nesse tempo era muito triste ver os idosos quase sempre nos quartos, raramente vinham a sala de convívio por problemas de locomoção e porque tinham de pedir ajuda a uma auxiliar e ela são poucas. Depois lembro-me da senhora pouco ou nada comer lá e pedir ao filho para trazer rebuçados e coisas que ela gostava como os iogurtes xpto. 

Quer dizer pagam imenso e nem sequer lhes é dada a escolha entre alguns pratos... Até num hospital público, pelo menos este onde estou, perguntam se querem o prato de carne ou peixe ou de dieta. Só se por restringimento médico tiverem indicação para comer o prato de dieta é sempre esse que é servido. Mas de resto é a escolha do doente.  Até no lanche perguntam se quer dois iogurtes e bolachas doces ou salgadas ou se pretende um chá com pão. 

Nos lares servem tudo igual para todos e pagam uma fortuna os familiares e os idosos são tratados como uns estorvos na nossa sociedade. E isto é um luxo porque maioria dos idosos vive sozinhos sem grandes condições de vida e com uma visita diária do apoio domiciliário que lhes deixa as refeições prontas num saco.... assim tal e qual sem saber se a pessoa gosta ou não gosta de couves de Bruxelas ou de bacalhau cozido. 

 

Ser idoso neste país de M**** é ser tratado não digo abaixo de cão que esses coitados.... 

 

Na saga dos biquinis

Lembrei-me agora de um incidente na intimissimi... aqui a dita é pequena... aqui a dita é anafada... aqui a dita vai a intimissimi e quem a vem ajudar é um homem lindo de morrer com uma tatuagem de bad boy a  mostrar-se ligeiramente debaixo da manga da t-shirt... Aqui a Je ficou cheia de vergonha por ter de pedir ajuda a um homem a escolher partes de cima... mas lá lhe pedi duas e disse o número...

Agora digam-me lá se não é estranho e intimidador ter um gajo bom numa loja de roupa interior sexy e termos de dizer o nosso número ao dito... 

Epá eu até posso gostar de lavar as vistas meus caros, sou casada mas não cega... mas daí a ter de dizer que tamanho as minhas maminhas tem ao dito gajo bom... é coisa de me deixar a mim toda envergonhada... 

Imaginem se fosse comprar uma conjunto sexy para surpreender o marido e aquele dito gajo bom como tudo me viesse ajudar a escolher... acho que morria ali logo na loja de vergonha... 

Acho que qualquer mulher se sentira constrangida, mesmo tendo um corpalhaço quanto mais eu que sou anafada... 

E só de lembrar que na Women Secret as senhoras da loja vão até ao provador perguntar se gostamos ou se queremos uma opinião... algo normal nestas lojas... e ai o que o dito gajo bom que nem um pão faz?! Chama a colega ou vai ao provedor perguntar se queremos opinião. 

Por acaso não foi, graças a todos os santinhos... mas ainda tive mais vergonha por ter de devolver as partes de cima e dizer que não me serviam mas que não tinha tempo para ver números maiores. Acho que sai de lá vermelha.