Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Uber e os táxis

De um lado os Taxistas, habituados ao monopólio do negócio. Sim tem muitas regras que tem de cumprir, algumas acho até descabidas... porque sim o carro ou viatura tem de ter alvará e licença para reunir as condições de transporte de passageiros, mas depois vemos é táxis com anos a cair de podre e depois vemos taxistas que apesar de terem tirado a licença especial para o serem, são arrogantes, brutos e conduzem de forma imprudente. E que muitos não passam fatura e quando lhes é pedida são agressivos para com o cliente (já me aconteceu, dizerem se tivesse dito isso no ínicio dizia para ir para outro lado).

Do outro lado temos a Uber, uma aplicação informática que disponibiliza motoristas independentes, todos eles escolhidos pela uber, sujeitos a terem os carros limpos, cuidados esteticamente, seguros em dia, registo criminal impecável e claro não podem ter reclamações dos seus serviços com pena de serem excluídos da plataforma. E que automáticamente a Uber passa uma fatura, mesmo sem pedirmos a mesma (as finanças aqui neste campo só iam benificiar com a Uber).

 

Taxistas dizem que aceitam a concorrência, mas querem que estes tenham as mesmas regras que eles tem.

Ora isto para mim tem solução fácil, é sentarem-se reunirem-se e tentarem junto do Governo, como já aconteceu em outros países, os Táxis poderem fazer parte da uber, e até andarem com os veículos descaracterizados.

Basicamente o que está aqui na mesa é a modernização de um sector com excesso de reclamações e habituado a ser um monopólio... e todos sabemos o que acontece quando alguém não tem concorrência, a qualidade de serviço tende a degradar porque eles são a única alternativa.

 

Agora aqui vai um pergunta com rasteira, quem faz o transporte de crianças em carros e carrinhas até 7 lugares, precisa sim de licença e isso já vi que tem, mas o condutor também tem de ter formação no transporte de passageiros?! E desculpem lá mas é preciso mesmo ter esta formação? E quem faz o transporte de crianças também tem um seguro especial ou um seguro comercial?!

E outra dúvida se o seguro do meu carro envolve seguro de responsabilidade civil para os ocupantes, em que é que isso é diferente ao seguro de responsabilidade civil de transporte de passageiros.

Cá para mim temos é demasiada burocracia em Portugal, com leis e regras em demasia, mas depois pegam na fiscalização. Um taxista pode ter as reclamações que quiser que continua a poder operar no mercado, principalmente se ele for empresário particular. E depois eu vou apanhar um táxi, realmente sei lá se aquele taxista é ou não cuidadoso na condução. Quantas vezes já apanhei sustos de morte em táxis, apanhei táxis sujos, táxis com cintos não funcionais e taxistas a fumar quando ainda era permitido eles o fazerem. E mesmo hoje em dia podes ter o azar do taxista ser fumador e fumar dentro do mesmo, sem ninguém lá dentro, mas o cheiro fica.

 

Por isso juntem-se e sentem-se a conversar, cheguem a um acordo. Porque querem primeiro que os motoristas das uber parem de circular, só para depois chegarem a um acordo ou entendimento. Porque não o fazem já. Aceitem a concorrência e aceitem modernizar o sector.  

E assim pode ser que em vez de passarem os dias parados a olhar os frequeses a passar, possam realmente ter serviços pré-contractados e rentabilizarem melhor o tempo que estão parados a espera que cai algum passageiro dos céus.