Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Rádios e afins

Ouvia sempre as manhãs da rádio Comercial, acho que criaram ali uma dinâmica de grupo entre Vanda, Vasco e Nuno Markl. Nunca gostei muito de Pedro Ribeiro. Ouvíamos e sentíamos que fazíamos parte de uma equipa de trabalho, saudável e humorada. As férias vieram e com ela o anuncio de que a Vanda se ia embora sem despedir do público, achei estranho, supostamente para acompanhar o filho a escola de manhã. Ora sendo eu mãe e não acompanho a minha filha a escola, para a poder ir buscar mais cedo. Cabe essa tarefa ao meu marido. Nem nunca senti que isso de a ir por a escola fosse a altura mais importante para um educando, mas sim o final do dia em vez de ter de ficar num ATL poder ir com um dos pais mais cedo para casa, tempo para brincar e para ajudar nos trabalhos de casa. A Vanda sempre comentava, que chegava a casa dormia e depois ia buscar o seu petiz com tempo para passear quando estava bom tempo. Logo essa desculpa suou bem estranha. Até porque foi fazer o horário noturno, o que em termos familiares também não é o melhor horário diga se de passagem. Acho que nisto de se trabalhar, não há o melhor horário… quem trabalha ao fim do dia, queixa-se de que não esta presente no jantar, quem trabalha a noite queixa-se que chega a casa já não vê os filhos… e quem trabalha de dia ou entra tarde e os deixa cedo na escola mas depois chega tarde a casa ou entra cedo e não os vê de manhã para ter tempo para estar com eles ao fim do dia. Enfim problemas sociais que temos em Portugal, com a quase obrigatoriedade financeira de ter os dois progenitores a trabalhar, sendo que o tempo livre é quase nenhum e passado de volta de mil tarefas.

Quando a Vanda agora anuncia o regresso as manhãs da M80 ficou confirmado que a saída do programa das manhãs se deva a algum mau ambiente no programa das ditas. E verdade seja dita desde que o Ricardo saiu, dizendo que nunca saiu, mas nunca voltou, César teve lá pouco tempo, o Nuno ainda não percebi se está de férias ou se vai lá de vez em quando. O Vasco é o único que mantem o charme ao dito programa… puseram lá uma tipa nova… pois que nem sei quem ela é… e pelo que ouvi não me cativa… soa tudo a ensaiado… não há aquela espontaneidade…. hoje ouvi a Vanda, tem mais tempo de antena, deu o hoje é dia de a sua maneira, de uma forma que só ela sabe dar… e senti saudades ainda não tem aquela cumplicidade com o co-apresentador, mas parece-me que vão chegar lá primeiro do que a Rádio Comercial e o programa das manhãs… pena é eu não gostar da RFM porque passa muita Kizomba e afins, porque o programa das manhãs deles é TOP, a equipa já está junta a imenso tempo e não há momentos ensaiados ou não parecem tanto.

Não sei o que aconteceu com a Rádio Comercial, mas está a perder a qualidade, não é só as músicas que fazem a Rádio, para isso ouço Youtube e só o que gosto… são as pessoas, são os programas, são as piadas…. os programas informativos mas em tom de brincadeira da Antena 3.

Enfim neste momento estou orfã de rádio, vou alternado no pequeno percurso de casa-trabalho-escola-casa…. no trabalho ouço o resto do pessoal a trabalhar e a música clássica do médico que partilha o gabinete comigo, quando não quero ouvir isso, ligo-me ao YouTube.

Pelo que tenho lido na net, mais pessoas são da opinião que Pedro Ribeiro está a destruir aos poucos a Rádio Comercial…. e eu sou da mesma opinião.

 

RTP dá tiro no pé e Joana Vasconcelos suicida-se em público

Da polémica do João Soares, é que nem vale a pena comentar, acho que já cometeu suicido social a muito tempo. 

A RTP que estava a começar a entrar no meu canal de eleição porque esta a ter uma programação interessante em ver, comparativamente com a ficção nacional das outras emissoras. E vai na volta enterra-se completamente... com a tal campanha de #esefosseu que para quem não sabe, serve para as pessoas se colocarem na pele de um refugiado e escolherem coisas para levar na mochila. 

Ora a Dona Vasconcelos decide levar, o ipad, o iphone (ela diz mesmo isso, não o telemóvel ou tablet, que é para mostrar o dinheiro) o meu caderno, os meus lápis, lãs e uma agulha para qualquer eventualidade (vai espetar aquilo num olho de um terrorista, só pode), os meus óculos de sol e as minhas jóias portuguesas....

 

Querida Dona Vasconcelos chumbou redondamente na prova..... a ideia era por se na pele dos refugiados, fugir pela vida, não fazer a mochila para ir a esplanada ver as vistas e passar o tempo. 

 

Sim houve refugiados que levaram consigo o telemóvel e o carregador para quando tivessem num local seguro o voltarem a ligar. Por isso nem crítico isso, crítico sim a falta de alguns artigos onde demonstrasse que estava a levar o assunto a sério e não de uma forma a mostrar aquilo que tem. 

 

Se fosse comigo (espero que nunca seja), levaria na mochila da minha filha, o seu óó, um história pequena (para ler ao dormir e ela esquecer o mundo), a sua minie, e a sua boneca.... porque uma criança merece ser criança. 

Na minha levaria, uma muda de roupa minha, da minha filha, uma manta para a embrulhar a ela, e sabão, escovas de dentes e pasta de dentes. Leva-a a carteira com os nossos documentos, a certidão de casamento (para provar que era casada) e levava o primeiro álbum de fotos dela (não é pesado). 

Na do meu marido, levaria roupa dele, mais uma manta, e alguma comida enlatada. 

 

Infelizmente neste cenário não sei bem como poderia levar os meus meninos :S, porque não são pequeninos, o N é arrisco e morde e assanha-se, a B é medricas mas não gosta de colo. 

 

Jogos de política

 

Estes jogos de política parva, de luta cega pelo poder, em que ninguém quer o melhor para o País mas quer sair dali a dizer que eu é que Mando.... só fazem com que quem se absteve tenha razão. 

Uma coligação a esquerda é o mesmo que dizer.... "Seu povo estúpido o vosso voto não serve de nada, quem manda aqui é os jogos políticos e as alianças mais parvas do mundo só porque sim". 

 

Mas aqui comigo lixam-se a grande porque se isto der para o torto... e o governo não chegar vivo ao próximo Junho de 2016 eu VOTO EM BRANCO e convido os restantes a VOTAR EM BRANCO... que é o único VOTO que demonstra o nosso descontentamento e não a abstenção. 

 

Sobre o aborto

Este será sem dúvida um post polémico. Eu votei no não para a liberalização do aborto, não por achar que a mulher não tenha o direito de opção, mas sim porque acho que não fazemos o suficiente em Portugal para evitar que uma gravidez não desejada aconteça. Educação sexual em Portugal é tão debaixo do lençol que mal a ouvimos falar, parece tudo tabu. Como querem que os jovens aprendam?! Obviamente que depois fazem más escolhas e decisões certo, jovens e mulheres adultas porque não podemos esquecer de uma geração mais velha onde tomar a pílula tinha de ser feito as escondidas e que sabem menos do seu corpo e dos seus ciclos menstruais do que deveriam na realidade saber. E também os Homens que continuam a olhar de lado para a menstruação e ciclo férteis da mulher... fazendo que eles também desconheçam os riscos e falhar tomas da pílula e em que altura do ciclo é mais grave a falha desse mesmo comprimido. 

Depois sim senhores temos preservativos e pílulas gratuitas, mas é tudo uma chatice para as conseguir... ir ao centro de saúde a uma consulta de planeamento familiar marcada a disposição deles e não nossa, ora implica uma mulher ir pelo menos 3 em 3 mês a essa dita consulta buscar a sua pílula gratuita, para quem trabalha e tem filhos é mesmo a melhor forma certo, claro que não, por isso é que eu desde que trabalho que pago a minha própria pílula ... ATENÇÃO PAGO A MINHA própria pílula... e PAGO BEM caro o minha Ginecologista, porque ahaha ginecologista no público é muito acessível sem dúvida. 

Deviam de olhar para Inglaterra, onde quem quer comprar a pílula vai a farmácia e atenção não paga absolutamente nada... sim leram bem... não paga absolutamente nada... e era assim que devia de ser em Portugal íamos a farmácia (e não venham com M*** de que devia de ser um médico a passar a receita, quando podemos a comprar sem receita nenhuma) e pedíamos a pílula, mesmo que isso implica-se ter receita médica mas que permiti-se levantar se fosse preciso 12 caixas pílulas, porque os rastreios ginecológicos deviam ser feitos anualmente e assim obrigavam a mulher a voltar a consulta para ser examinada e ajudar em qualquer dúvida ou ajustar o contraceptivo. 

Depois os preservativos ah e tal são de borla nos centros de saúde e clínicas públicas, mais uma vez digo deviam de ser gratuitos bastando ir a farmácia e pedir... 

Ah e que estivesse bem sinalizado aqui preservativos grátis... e não venham com moralismos de que isso incentiva os jovens a fazer sexo, gente eles fazem cedo de mais a maioria das vezes e a maioria das vezes fazem-no desprotegidamente. Mais vai educar e que estes o façam de forma segura. 

Agora em relação ao aborto ser ainda por cima gratuito, epá tirem de deste filme, uma mulher que não pode ter filhos fica anos a espera de tratamentos e estes só são comparticipados, tendo muitas vezes de fazer medicação do seu próprio bolso e só tem direito a 3 tratamentos de fertilização. 

Mas para fazer um aborto é as vezes que quiser e não paga consulta nenhuma, epa desculpa mas a história de que fazem aconselhamento sexual as jovens e que isso é uma passo para evitar um segundo aborto é balelas, eu conheço um caso que fez dois abortos voluntários e a rapariga só tinha 20 anos e tinha um bebe já com ela (não foi a tempo de o fazer)... e depois as estatísticas mostram que nesse campo continuam a falhar. Quem faz um aborto tem uma taxa muito elevada de voltar a fazer um segundo ou terceiro principalmente se a experiência não foi dolorosa nem muito traumática. 

Claro que a maioria das minhas leitoras deve de estar a pensar, bolas mas qual a mulher que faz um aborto assim de forma deliberada e sem ficar a matutar no assunto, infelizmente muitas mulheres... não podemos olhar para todas nós e acharmos que sentimos e pensamos da mesma forma, caso contrário não havia crianças abandonadas pelos pais, porque se eu perguntar a maioria das pessoas que eu conheço preferiam passar fome e não ter nada a ter de abandonar seus filhos. 

Pois ainda no outro dia li uma reportagem onde a percentagem de crianças abandonadas ou a viver sozinhas era superior a 20%... crianças de 5 anos a cuidarem dos irmãos de 3 anos enquanto os pais andam por ai e voltam a casa para dormir. Chocante certo... claro que sim, ou pais que emigram e deixam os filhos em casa sozinhos porque o mais velho tem 15 anos e cuida dos outros... conseguiam eu não.... 

Por isso é que acho que pagarem 7,50€ pela consulta de interrupção a gravidez não me choca nada e até acho justo, num país onde os contraceptivos não chegam a todos a custo zero devido a burocracias do estado. 

Depois não me venham dizer que isto vai fazer com que o aborto clandestino aumente, porque ninguém faz um aborto clandestino por 22.5 (estou a contar que tenham de pagar as 3 consultas obrigatórias). 

E depois quem não tem posses já por si é isento das taxas moderadoras, por isso não vejo onde está o problema, juro que não vejo...