Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Da menina de 12 anos

Toda a história faz me arrepiar de medo, pelo pânico que aquela criança viveu e vive diariamente na sua cabeça. 

Depois ao lermos a história de vida daquela criança vemos que já foi retirada a família uma vez, e esteve a viver numa instituição durante 1 ano e meio e foi devolvida a família. Mas claramente aqui pelo meio o Governo perde e em muito na recuperação das famílias e das crianças... porque isto acontece imensas vezes, até demais. Claro que um pai ou uma mãe tem todo o direito de se emendar e recuperar os seus filhos... mas o Estado que ficou sem tutor tem o direito de proteger as crianças e aqui falhou e só de pensar em todos os casos que falha, é de deixar cair uma lágrima.... 

 

Depois a menina foi retirada da família mas a mãe da mesma pode-a visitar, isto acho errado, deveriam de logo mexer-se para tentar perceber se a mãe sabia... e peço imensa desculpa mas tenho muita dificuldade em aceitar que a mãe não saiba. Se quem levou a criança ao médico foram funcionárias da escola que notaram que a rapariga estava grávida e não sabia... como é que uma mãe que supostamente vive e tem o dever de cuidar e proteger seus filhos não se apercebe pelo menos que a filha está grávida. Sim podem alegar que os abusos ocorriam quando a mãe não estava presente... mas bolas é preciso ser-se uma merda de mãe e desculpem o nome...e não se aperceber de que a filha anda triste, calada e deprimida... é preciso ser-se uma merda de mãe e não mexer mundos e fundos para perceber o que a filha tem... 

 

É assim a pessoas que deviam de nascer logo esterilizadas a nascença porque claramente não merecem o nome PAI E MÃE....

 

Seja o que for que decidam para a menina, ela já esta psicologicamente afectada, e qualquer decisão a pode afectar ainda mais.... sofrer um aborto nesta fase é sinónimo de ou parto normal ou cesariana e isso já a faz passar por um processo traumático, depois ter um filho é obvio que a pode lesar ainda mais, mas ela pode ainda ficar mais lesada se o entregarem a uma instituição... 

Só ela e equipas médicas especializadas saberão o que fazer, mas deixem a mãe da criança fora do assunto, senão soube a proteger até agora duvido que saiba o fazer de agora em diante, agora que ela vai precisar muito de colo da mãe, mas é do colo de uma mãe capaz, daquelas que sabe ouvir e sabe proteger... agora ela vai precisar de muito amor e paciência e isso não me parece que a sua mãe tenha.... e com a idade que tem, não me parece que vá encontrar esse colo que tanto precisa numa mãe adoptiva...