Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Serviço Nacional de Saúde Público

Tenho seguro de saúde é certo, mas o plafon dele não é ilimitado e basta uma pessoa ter de fazer mais exames e análises que ele se vai. 

Por outro lado, trabalho num hospital, por isso ontem tive de recorrer as urgências deste, o profissionalismo dos médicos é excelente e das enfermeiras também... numas urgências caóticas tentam sempre responder bem e ser empáticos com os doentes, que é isso que na realidade se espera. 

Ninguém vai a urgência porque quer, muitas vezes os doentes estão com dores, chateados, com febre e  minutos de espera são um tormento autêntico. 

Notei que de facto entre a urgência do privado e esta a do público quem fica a vencer no âmbito de borá la fazer mais exames e ver se descobrimos o que a pessoa tem é o público. Da experiência que tenho do privado é que fazem análises de sangue se não detectam nada mandam a pessoa para casa com recomendação de ir a uma consulta, só voltando novamente com sintomas agravados e análises alteradas é que vão fazer uma eco (tudo porque não tem médico 24h de serviço, mas sim on call, ou seja tem de ligar para o médico vir). 

O público tem toda uma rede de imagiologia que funciona 24 h por dia, mas foi aqui que fui maltratada, foi aqui que me fez pensar em pedir a alta e ir embora para a Cuf... não podia comer nem beber água, logo só podia encher a bexiga por soro... e assim fizeram, mandaram-me fazer uma eco... eu fui sozinha porque sei onde é... E a resposta mal educada da auxiliar que ouço é : "tem a bexiga cheia", eu  -" sim, preciso de ir a casa de banho, estou com vontade, logo assumo que sim"... médica  - "mas nem adianta vir para cá senão ta aflita"... auxiliar - "não tem cara de quem ta aflita, mas a médica logo lhe diz se tem a bexiga cheia"... nisto a falarem de uns modos, que nem a um cão eu falo assim...

Médica vem ver a bexiga com ecografo e diz  ---"esta a gozar com a minha cara só pode, isto é bexiga que se apresente?" -  eu - "peço desculpa, eu estou com vontade de ir a casa de banho, normalmente faço xixi de hora a hora eu não aguento muito a urina na bexiga, dai que acha-se que a tinha cheia" (eu a pensar para mim, nem todas as bexigas tem o mesmo tamanho) médica  - "vou lhe mostrar uma bexiga cheia, para ver do que estou a falar e que não tem a bexiga cheia coisa nenhuma, está aqui só a me fazer perder tempo." eu - "não é preciso eu acredito em si, volto depois" médica - "não sai daqui coisa nenhuma sem eu lhe ensinar uma lição, e mostrar uma bexiga cheia... anda a gozar com a cara dos médicos, acha que não temos mais nada que fazer é...." ... chegou a um ponto que me calei e fiquei a espera 10 min que ela me ensina-se a lição de o que é uma bexiga cheia, sem perceber se ela não tinha tempo, porque que agora insistia em perder tempo a procura de uma imagem de uma bexiga cheia...

Fui a urgência as lágrimas escorriam da cara...eram 18:00 e eu estava desde as 13:30 na urgência, o meu marido em casa teve de sair do trabalho para ir buscar a M, e eu a ser mal tratada por gentinha que se acha superior ao mundo. 

Contei o que se passou a Médica da urgência e as enfermeiras, ficaram chocadas com a atitude da médica, o correcto era dizer olha vá a urgência pedir mais soro porque não consigo lhe fazer o exame... nunca dar um sermão e gritar comigo... lá me deram mais soro... volto a eco quase sem conseguir andar... recordo que faço xixi de hora a hora e já não ia a casa de banho desde as 15h e já eram 19:00... chego e a estúpida da médica não estava lá... ligaram mas nada... e 15 min se passaram e eu volto a chamar a auxiliar a dizer eu já liguei duas x e ela não atende... e eu respondo então é mal educada comigo e agora não aparece é, tanto trabalho.... ah ela foi chamada para fazer um relatório de uma TAC.... e eu conhecendo bem a classe médica, respondi sim claro deve de ser mesmo isso, por isso é que não atende o tlm da urgência. Finalmente aparece uma auxiliar que me conhece da imagiologia e pergunta o que se passa, digo que não aguento mais, já tinha desapertado as calças que não aguentava mais, que já tinha levado 2 litros de soro em menos de 1 hora... e que não aguentava mais e a médica não aparecia. Ela vai ter com a colega auxiliar e o que eu ouço: onde anda a Dra. ---- não sei saiu daqui com uma outra médica, já liguei duas x não atende... e tu não foste a procura dela porque? --- silencio... A auxiliar que me conhece sai e vai a procura nas salas pela médica e lá aparece a médica dando desculpas que não ouviu que estava a trabalhar....

A sonsa da auxiliar diz pois aqui a chata estava sempre a melgar que agora estava aflita, pois tivesse antes... e ainda disse que você foi mal educada para ela... 

 

Tudo comigo a assistir... sério passei meia hora do exame a ouvir bocas parvas da médica... e da auxiliar...

 

Agora percebo o porque de falarem mal dos hospitais públicos, é onde estão as pessoas mais parvas ao cimo da terra, que não tem vagas no privados porque lá eram despedidas em 3 tempos por falta de educação e ética profissional. 

 

E bastou 2 parvas, para eu ficar irritada com este hospital, ao ponto de dizer que só falo com um médico cá para fazer os exames que faltam ou que terei de fazer.... se não tiver plafon no seguro... porque fiquei com uma má impressão do serviço de imagiologia... onde tratam os doentes como animais... 

 

Não foi o tempo de espera, não foi as enfermeiras, não foi os médicos da urgência,,, mas sim duas parvas da imagiologia que fizeram ficar com o sentimento que todos os que daqui saem tem... neste hospital só volto por falta de alternativa. 

 

Fazer queixa não adianta de nada, raramente se despedem médicos, quanto muito era a auxiliar que leva nas orelhas pela chefe e tudo ficava por ai.