Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Sobre os contractos de associações do privado

Pelo que tenho percebido e atenção posso ter interpretado mal... o financiamento não é para os ricos, mas sim para crianças que não podem pagar o mesmo que os filhos dos ricos... ou seja mais ou menos como funcionam as IPSS, é por rendimentos. 

E pelo que percebi estes contractos foram feitos porque o ensino público não chega para todas as crianças existentes no país. 

Não defendo nunca terem feito este tipo de contractos, sou sempre a favor de terem feito mais escolas e terem melhorado ensino. Mas não foi isso que aconteceu, agora cortam assim a parva o financiamento. 36 colégios que tem turmas de crianças financiadas pelo estado (mais uma vez como as IPSS) vão ter de retirar esses alunos do colégio caso os pais não consigam pagar a mensalidade.

E olhem que devem de ser de facto muitas crianças que serão forçadas a mudar de escola a parva e iram ocupar salas de aula que já estavam sobrelotadas e que vão ficar ainda mais lotadas. Ou isso ou vão ter aulas em contentores até se decidir expandir as escolas ou fazer novas escolas. 

Depois eu sou contra mega escolas, para mim devia de existir mais escolas e mais pequenas... senão existem sempre crianças que tem de fazer 30 minutos ou mais de deslocação e isto estou a falar de uma cidade grande. Quanto mais se for para o interior do país. 

Portanto sim reduzir custos é necessário mas sempre com pés e cabeça, não façam as cegas... tanta crítica porque cancelaram a contratação na função pública, mesmo em caso de substituição. O que fez por exemplo um caos na saúde, médicos saíam e não havia substituição, enfermeiros de baixa e não havia substituição e por aí fora. E já aqui dei o meu exemplo de estar fora do trabalho 9 meses e não foi autorizada a minha substituição por isso o trabalho ficou super atrasado. Enfim tanto criticaram que agora vão e fazem um corte cego na Educação. 

E chega de piadinhas de ai vais ver que os Paizinhos não tem dinheiro para pagar o colégio... e eu respondo e digo não muito provavelmente não tem.... eu para ter a M num colégio só podia ter um filho certo, ora imaginem que eu tinha conseguido uma vaga nestas turmas... e tinha um segundo filho e fazia a minha vida conforme os rendimentos e despesas que tinha, ou seja, o que todo o mundo faz e de um dia para o outro me dizem agora tem de pagar 500€ pela escola da sua filha M e pelo seu filho que esta na creche que são outros 400€.... estão a ver ali quase dois ordenados mínimos. 

Resposta de vocês então vai para a pública e eu recordo vós que estes contractos foram feitos porque não existe vagas para todas as crianças em Portugal. E recordo que o ensino é gratuito desde os 4 anos de idade até ao secundário, portanto é obrigação do Estado Português arranjar condições e vagas para todas as crianças em Portugal. 

 

Não digo que os pais devam escolher a escola dos filhos, do tipo eu escolhi um colégio porque o ensino é melhor. Defendo que a escola deva ser de qualidade mesmo a pública e segura acima de tudo, e depois que deva de ser a escola mais próxima da casa ou do trabalho dos pais.