Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

É só a mim que isto me faz comichão

Saber que na constituição portuguesa é permitido que os partidos não eleitos pela maioria do povo (não interessa nada se foi com maioria absoluta) se puderem coligar pós eleições e serem estes a formar um governo maioritário que o povo não elegeu, faz-me assim muita comichão. 

Uma coisa é o partido que ganhou com minoria se coligar a um parceiro para tentar obter uma maioria estável para o país, porque eu acredito que neste momento o país precisa de estabilidade e não de boicote atrás de boicote a todas as medidas só porque somos oposição. Porque lá está quem forma a aliança é quem o povo quis eleger. 

A mal ou a bem o povo quis continuar com a coligação se bem que ela não conseguiu a maioria absoluta mas conseguiu a maioria. É a escolha do povo, mas quem é de esquerda ou anti-coligação, diz que não o povo quer uma maioria da esquerda porque se juntarem todos os outros partidos eles formam uma maioria absoluta. 

Isto parece conversa de perdedor, ah não faz mal eu vim em 4 lugar, mas se invertermos a tabela eu ganhei. 

Ou votarem todos para a escolha do menu da festa de Natal e a maioria votar bacalhau com couves mas como não é uma maioria absoluta os outros que votaram em Peru ou Sushi, juntarem-se e dizerem não a maioria não quer bacalhau com couves, quer uma mistura de Peru e Sushi.... e sai um jantar de Natal com um Peru rodeado com Sushi pelo meio. 

Epa eu não curto Sushi, nem o meu marido, mas se a maioria dos meus colegas escolhe ir a Sushi eu contento-me e como uns crepes e arroz xau xau e Sushi frito ou lá o que se chama... posso não gostar mas vou porque a maioria assim o quis e a amizade conta mais do que as escolhas gastronómicas. 

Aqui Portugal e a vontade do Povo conta mais do que a vontade dos outros partidos, mesmo que não gostem de não terem ganho, não façam uma luta parva pelo poder... mostrem-se adultos e responsáveis e tentem chegar a um acordo com a coligação, porque no resultado das eleições desculpem lá conta quem tem mais votos... e é assim que eu vejo... caso contrário para os próximas eleições da assembleia da Republica eu não vou votar, porque tanto se dá votar ou não se depois o que conta é as coligações pós eleições... epa é o mesmo que um jogo de futebol chegar ao final e a equipa que perdeu juntar-se a outra que perdeu, somarem os seus pontos e dizerem que foram eles que venceram o campeonato. 

Para mim democracia significa mesmo isso, o povo poder escolher o seu líder e quem querem que represente e governe o país... e por isso mesmo quem deve de ser o Primeiro-ministro é o Passos Coelho e o vice presidente o Portas... depois se existir uns quantos ministros do Ps ou do bloco de esquerda no governo não me choca... desde que se respeite o que o povo elegeu e se respeite o melhor para o país. 

Não sei como podem dizer

... que as eleições de nada serviram. Primeiro ponto não temos uma maioria absoluta, recordo que Sócrates teve de ceder às eleições antecipadas, porque tinha perdido a maioria absoluta e não conseguia aprovar nada. 

Como já conheço os políticos em Portugal, sei perfeitamente que é assim que vão proceder já no OE. E que daqui em diante a coligação não vai conseguir modificar grande coisa, e ainda bem que as Presidenciais estão ai a porta pois precisamos de um Presidente da República com muito carácter que tente sentar as 3 maiores forças políticas (coligação, PS e BE) para juntos olharem para um objectivo em comum que é retirar Portugal da crise. 

 

Mas infelizmente eu sei que daqui a uns meses ou para o ano estaremos nas urnas de novo, tudo porque o Costa vai fazer birra e não vai aprovar nada do Passos, e o BE vai manter-se contra tudo e todos.... e pensarem os 3 juntos numa alternativa viável ao País.... na isso não pode ser isso é o mesmo que pedir que o Benfica, Porto e Sporting troquem de jogadores para criar uma super equipa para ganhar o campeonato... pois claro está se mesmo a ver.... 

 

Portanto nestas eleições não sei quem saiu a ganhar, acho que ninguém mesmo nem o próprio povo que irá entrar numa fase de instabilidade política... a não ser que o Costa se demita e o próximo sucessor tenha mais juízo e aceite negociar com a coligação para bem do país. 

 

Maior abstenção de sempre

Não fiquei chocada com os resultados das eleições, António Costa não era um bom candidato, mesmo não gostando de austeridade e de todas as medidas do PSD, sabia perfeitamente que se António Costa fosse eleito com maioria que daqui a 4 anos a Troika estaria cá de novo. 

Foi este o pensamento da maioria dos portugueses, agora se formos a ver o Facebook é só pessoal a reclamar e a dizer como é possível e afins... e eu pergunto-me votaram todos?! É com uma abstenção de 43% não se podem queixar que depois os resultados não sejam do agrado deles. 

Ouvi de tudo, ah só votei uma vez na minha vida e não mudou nada, tipo a sério?! Ou são todos iguais o país fica sempre na mesma.... enfim.... pensamentos desde de quem não se quer chatear depois não pode vir barafustar das medidas que são tomadas. 

 

Eu também não me identifiquei com um partido completamente, mas penso e raciocino e sabia o que não queria quem ganha-se que no meu caso era o PS, e por isso votei de forma consciente para que não existisse uma maioria absoluta. 

Podem também votar nos pequenos partidos, por cada voto no BE por exemplo, menos um voto para o PSD e menos um voto para o PS... se não se identificam com nenhum partido podiam ter feito isso, tentar equilibrar a balança da esquerda e da direita.... ninguém ter a maioria e em termos de deputados existir tantos da direita como da esquerda. 

Votar é usar a cabeça e por isso é que se calhar 43% dos portugueses (tirando uns 10% para os doentes que não puderam ir votar, e uns 10% de imigrantes que não o conseguiram fazer) não quiseram ir votar, é preciso pensar muito para fazer uma cruz....

 

Vergonha, muita vergonha eu sinto e não é pelo resultado político, tenho vergonha de no meu país existir tanta abstenção, tanta pessoa que deu a vida pelo voto secreto e 43% estão se a marimbar para isso.... ah mas se fosse para votar na Quinta ou lá o que é... ui isso é que era ver...bem sugiro que numa próximas eleições se possa votar por telefone... talvez assim se interessem, mas tem de por todos os políticos numa casa... já estou a ver o título as Presidenciais, todos os candidatos a viver na mesma casa, a ultrapassar desafios e provas ridículas e no final quem ficar é o novo presidente da República.