Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Percepção de homem vs mulher

Estes dias tive em congresso, jornadas, o que quiserem chamar. E trabalho na área de oncologia, não me alongo muito porque quem estiver atento às notícias sabe perfeitamente onde estive.

Um dos estudos apresentados era a Sexualidade da Mulher com Cancro da mamã e eu adorei o estudo e adorei saber que exista consulta de Oncosexologia no IPO e que é oferecido esta consulta e tratamento as pessoas que vêem a sua vida afectada pelos tratamentos.

Digo tratamentos e não Cancro, porque são os tratamentos que mais afectam a auto estima do paciente. O doente livra-se do Cancro mas não de não ter seios, não de ter um saco de saco de colostomia (que me faz ter mais medo do cancro do Colon do que o da Mama)...

De facto a percentagem era maior para as mulheres que não eram sexualmente activas do que as que eram no período pós diagnóstico. E as que eram de facto tinham muitos problemas com a qualidade das mesmas.

Eu no final comentei com as minhas colegas que não era de admirar, muitas nem terem parceiro, porque geralmente e infelizmente existe uma grande percentagem de mulheres que são abandonadas pelo companheiro na hora da doença, que sim existem excepções amorosas, mas mais facilmente vemos uma mulher junto de um homem em estado terminal do que o contrário.

No painel de debate um médico diz assim achei giro este estudo, mas a minha percepção é que o casal se une muito quando recebe o diagnóstico e que ficam mais fortes e cúmplices. A autora do estudo disse realmente deve de ser uma questão de percepção porque a realidade é de que muitas doentes quando lhes oferecido este tipo de consulta indicam que não precisam porque o companheiro as abandonou.

 

Portanto lá esta para um homem, os homens perante uma doença como a do Cancro da Mama que tem consequências directas na imagem e indirectas na vontade sexual da mulher, une se a mulher e apoia incondicionalmente, já do ponto de vista de uma médica a realidade é oposta.

 

E eu pergunto-me se é uma questão de percepção ou será que de facto a doente se sente mais a vontade com a médica em contar e desabafar o que lhe aconteceu?! É que muitas vezes o abandono não é aparente, o homem continua a levar a mulher as consultas, e até vive com ela... mas a realidade sexual é outra, que existe abandono físico, que o homem rejeita o corpo da mulher, que procura fora de casa... mas mantém-se a viver com a mulher e aparentemente apoia na doença.

 

E antes que os homens venham para aqui dizer que nunca abandonariam a sua mulher doente e pardais ao ninho, eu falo de estatística, eu falo de resultados apresentados... e uma grande fatia era a mulher que ficou sem parceiro aquando a doença.