Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Recuso me a ver o vídeo

... da agressão do rapaz na figueira. Porque é simples o que aquelas tipas (que merecem outro nome) querem é notoriedade, é serem populares, seja qual o motivo qual for, dai que a agressão seja filmada e só divulgada agora um ano após os acontecimentos. Porque simples na cabeça delas sabem perfeitamente que não tem consequencias as agressões físicas gravadas, ninguém vai a tribunal, ninguém vai para uma instituição aprender o que acontece se continuarem assim, violentas e sem nada na cabeça. 

Este caso apesar de ser menos chocante com um filme (com factos verídicos) sobre uma rapariga que não era popular e um dia cai nas graças de um grupo de jovens populares, tudo corre lindamente até descobrirem que ela antes de andar no grupo delas, dizia mal no facebook delas... e então de um modo psicopático convidam-na a casa da líder do grupo e dão lhe tanta mas tanta porrada mas tanta porrada, e depois deixam-na inanimada no relvado de casa para os pais descobrirem... 

Não publicaram o vídeo nas redes sociais, mas quando a rapariga acordou e identificou-as como as agressoras, a polícia e não uma CPCJ (de caca) investigou e pressionando a avó da líder esta descobre e a verdade e encontra o vídeo que é levado a tribunal. E as ditas raparigas vão para a prisão juvenil com reabilitação. 

Sim o que vai acontecer aqui em Portugal, os pais do rapaz ficam em estado de choque e vão mover mundos e fundos para o mudar de escola, mas o estigma vai continuar a acompanha-lo pelas redes sociais... mesmo que ele não tenha será sempre o rapaz que se deixou agredir... as delinquentes, vão ser indicadas pela CPCJ que vai fazer umas visitas a casa dos pais, ver se elas por acaso não vivem num ambiente violento (claro a culpa não é delas) e talvez por um psicólogo que as vê uma x por mês e elabora um relatórios quaisquer e o assunto morre por ai. 

Os outros pais como eu que vêem o vídeo ficam paralisados, com medo de por os filhos na escola.... a minha filha tem 18 meses e eu morro de medo da escola, sofri muito gozo psicológico, sempre existiu... fui vítima de partidas maldosas e amizades maldosas... e fizeram as suas marcas... mas não sofri nada comparado com o que as crianças sofrem, porque para além de sofrerem na escola, e fora dela, em casa continuam a sofrer porque as redes sociais as perseguem. 

A escola devia de ser sinónimo de amizades, aprendizagem e brincadeira, de namoros, e desilusões amorosas.... mas a escola é sinónimo de grupos, inveja, violência, maldade...

 

Eu só espero que a minha filha escape pelos intervalos da chuva, ou que seja como o pai dela sempre adorado por todos, amigo de todos.... 

 

Ah para não dizer que se eu fosse mãe dalguma criatura daquelas, ui que ia sofrer na pele o que o rapaz sofreu, iria pedir-lhe desculpa de joelhos a frente de todos, e depois acabava se a liberdade, nada de tlm, pc só para trabalhos de escola, e não saia da escola sem permissão. Depois iria inscrever em imensas actividades extra-curriculares para ter muito com que se entreter...