Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Informação útil

Vocês sabiam que as supercificies tais como supermercados tem um seguro de cliente. Eu assumia que sim, mas nunca tive conhecimento de alguém o usar. 

Tudo aconteceu no fim de semana, o marido saiu para a filhota comprar uma prenda para o mano, e o pai também. No final tinham de ir ao supermercado. Como sabem ir com crianças é sempre complicado, não tanto pelas birras, mas no caso da M é porque gosta de ajudar e escolher ela as coisas. 

Estavam já as compras terminadas, e a M foi puxar o cesto, o meu marido diz que não viu e baixou a pega do cesto entalando sem querer a menina. Claro que chorou e ele estava a por o pacote de iogurtes frios na mão e a tentar acalmar a menina quando uma funcionária do Pingo Doce (digamos que é uns dos maiores e não aqueles de bairro) o aborda a perguntar o que se tinha passado, vai a colega da caixa e pede para ligar a chefe para trazerem gelo e a direcção. O meu marido não percebeu aquela da direcção, continuava a dizer que tinha sido um acidente. Quando o gelo chegou, chegou uma funcionária da direcção para ver a mão da menina e oferecer-se para activar o seguro de cliente e assim a menina ser vista. 

O meu marido recusou porque era só um entalão, ela mexia bem os dedos... mas mesmo assim ofereceram-se para caso fica-se pior para os contactar e activar o seguro. Foram tão atenciosos que queriam ajudar o marido com as compras. 

Claro que não sei se tivesse ido ao seguro caso fosse grave, se teriam pago qualquer coisa, visto a culpa ter sido do meu marido. 

Mas que tudo parecia um filme passado nos estados unidos parecia, só que ai provavelmente o meu marido teria de ter assinado um documento a dizer que tinha recusado a assistência do seguro.

Do fim de semana

Fomos para a terra da Sogra, e íamos tendo um acidente por culpa de outros... e é disto que tenho medo e que me revolta ao andar na estrada. 

Íamos na faixa do meio, sem ninguém a frente, nem atrás... na faixa a direita ia um ford e atrás deste um audi... do nada o meu marido solta um grito e da uma guinadela ao carro... olho e vejo o audi em direcção ao nosso carro... quase a bater no lado da M... perdeu o controlo por momentos do carro, momentos muito longos, primeiro vi nos a ir em direcção ao separador, depois senti-me a elevar e a pensar vamos caputar... não sei como ele recuperou o controlo do carro e felizmente não vinha nenhum carro do lado da esquerda... o meu marido volta a faixa do meio... abranda o carro e buzina, o audi encosta-se a nos e pede desculpa e diz que foi o outro.. eu viro-me para o ford que estava do meu lado bato no vidro e grito idiotas tenho aqui uma criança, assim que eles olharam para a M... abrandaram e encostaram-se a berma e ficaram a andar a 20km por hora pelo susto que apanharam...

A M não se assustou felizmente, pelo que percebemos do Audi o ford, travou do nada .... não sei se foi pela placa a dizer acidente na A1... se foi por ter ouvido na rádio que havia transito para a A1.... mas sei que foi um idiota irresponsável que ao travar a fundo, o Audi para evitar se estampar teve o reflexo que todos tem, de guinar o carro para a faixa do lado... nem reparou que estávamos nessa faixa quase ao seu lado... se de facto o Audi tivesse batido no nosso carro eram 3 carros acidentados e mais se os de trás não parassem... Nós íamos a 90km por hora, ainda não estávamos na auto estrada, logo nada justificava a travagem que o Ford fez. 

Foi um grande susto, os outros carros todos atrás pararam mesmo a achar que íamos capotar...se tivéssemos no meu carro teríamos mesmo capotado porque não tem controlo de estabilidade. 

Chegamos a casa da sogra vivos, mas com um susto de morte e doridos, porque o cinto do carro mandou o tal puxão e porque ficamos muito tensos com aqueles minutos. 

Felizmente o resto do fim de semana foi calmo... a M nem dormiu tão mal como de costume... e ficou com uma paixão enorme pela prima mais velha a D... chegou ao ridículo de se sentar no chão a porta do w.c que estava fechado com a prima lá dentro... e quando a tentei tirar dela teve um ataque de choro que só parou quando a prima saiu da casa de banho... e tudo porque a prima brincou com o telemóvel com ela, numa daquelas aplicações chatas do gato que fala e brinca contigo. 

A M recebeu um livro com som de animais por parte de uma prima do B, e ficou fascinada com ele... já sabe finalmente o miau, miau... por incrível que pareça sabia dizer gato e não o som dele lol.... 

O mais giro é a M dizer o nome do pai diz um nome começado por N que por acaso é tio dela lol... e quando dizemos onde esta o tio N... ela vai a procura do pai... 

Ainda conseguimos jogar monopólio, mas não acabamos o jogo, e a M portou-se lindamente, sentando-se ao pé de nós no jardim, ou ficava a brincar com as folhas do jardim e com o cão da sogra... ou então ia para dentro de casa ter com a outra prima e ter com a avó... Sem nunca chorar porque o pai e a mãe estavam a jogar.

 

Está cada vez mais crescida...

Desfralde parte 1

Ontem a M pede cocó e eu já a tinha levado e nada de fazer, então como estávamos a por a mesa para jantar ignoramos um pouco, mas ela continuou a pedir e o B foi lá mas não a tempo já tinha feito. Pedimos lhe desculpa porque foi nossa culpa. Sentamos a na sanita e fizemos uma festa, ela realmente tinha pedido.

Ela diz já esta e eu digo limpa a menina e deixa andar assim a pelota. Ela mexe no rabo e diz coco e vai a fugir e eu vou atrás até a casa de banho e ela não esta. Vou ao quarto a pensar que pedia uma fralda mas agarrou nas calças que tinha vestido hoje. Pensei hm não gosta de estar a pelota. Visto-a e entretanto acabo de jantar e vou brincar com ela... passado nem 5 min olha para mim com um olhar de choque e abanar a perna e eu a pensar ui xixi, mas não vejo nada molhado e de repente vejo algo a cair e felizmente a ficar preso no elástico dos tornozelos da calça. Fez cocó... afinal a M não tinha feito tudo e nós não sabíamos.... sempre a aprender... sempre a aprender....