Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

O começo

Tudo começou com uma bronquiolite teimosa de passar, uma pediatra indisponível e várias idas as urgências onde faziam sempre o mesmo e receitavam o mesmo. Mudança de pediatra, e ai vem um sem número de notícias menos agradáveis. A M com 13 meses pode ser alérgica a qualquer coisa por tanto vamos fazer umas análises ao sangue, pelo sim pelo não. Mas pediatra confiante que este era só e apenas um caso de bronquiolite mal gerido, que fazendo medicação em câmara expansora e terapia respiratória resolveria o problema. 

Nesse mesmo dia lá foi ela tirar sangue e fazer um timpanograma, já sabíamos que a M tinha uma otite serosa (acumulação de líquido no interior do ouvido) e eramos seguidos por um otorrino que a vigiava de 3 em 3 meses para verificar a necessidade de fazer cirurgia. Ao fazermos o timpanograma, descobrimos que o caso pode ser mais grave que o outro otorrino previa e teremos de pedir a opinião a um otorrino de confiança da pediatra. 

Iniciamos tratamentos mas nada me preparava para os resultados das análises e para a chamada da pediatra (nunca é bom recebermos estas chamadas), eu paro o carro e ouço as notícias: "As análises não estão nada boas, tem ai uma menina alérgica ao leite (as proteínas do leite de vaca) e ao ovo, mas o que mais me preocupa são esses valores aumentados do fígado, pode ser uma doença crónica ou posse ser viral. Temos de repetir as análises daqui a uma semana, mas vá já falar com um alergologista sobre a alimentação da M".

E eu a tremer ainda com as notícias, dou meia volta e sigo de novo para o local de trabalho a procura da alergologista com as análises na mão, e esta diz que os valores são baixos que pode comer leite e ovo sem problema. E eu que alívio... mas a pediatra pede para falar com outra alergologista e lá vou eu no dia seguinte em busca de outra que me diz o mesmo que pode comer, que a alergia ao leite e ovo não dão sintomas respiratórios. A pediatra pede para retirar o leite e o ovo porque dentro da comunidade médica não é consensual se a alergia alimentares podem dar problemas respiratórios e a M estava muito debilitada seria melhor prevenir.

E assim começou a minha aventura, que bolachas pode comer, e na creche o que fazer, e em festas. E vem ai o Natal, ela vai ver doces e bolos e pedir. E os primos vão comer bolachas diferentes das dela.....