Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

A minha ausência

Tenho andado desaparecida, sim quis viver muito a gravidez na minha privacidade. Ter um blog é giro mas também tem o outro lado, o lado de quem nos descobre e sabe do nosso blog. É diferente quando o rosto de quem nos lê é alguém conhecido apenas. Mas acho que todos merecem uma justificação da minha ausência. Pois o bebé M nasceu dia 13 de março. Não foi parto espontâneo, nada de romper as águas e contrações regulares. Algo que disse-me está na hora. Tive muitas contracções entre as 35 semanas e às 37 semanas, mas era cedo para me internarem e ia para casa desenvolve-se tudo bem, mas não era acelerado pelos médicos. O problema é que contrações diminuíram entre as 38 e 39 semanas, sempre pensei que as 38 semanas me iam induzir o parto devido aos diabetes gestacionais e por tomar heparina. Não aconteceu....confesso apesar de querer um parto espontâneo fiquei desanimada. Semanas com contrações, semanas com o marido a fazer das tripas coração para cuidar da mais velha. A incerteza de ir ou não a maternidade quando as ditas apareceriam. Chegou as 39 semanas e já tinha três dedos de dilatação, toque maldoso e de lá já n sai por ter um colo favorável e por já ter tido filhos antes. Deram me meio comprimido, na Maia velha tomei mais medicação. E pronto contrações ficaram regulares, eram iguais às que sempre tive....para mim não eram dolorosas só incomodavam....afinal andava com elas irregulares a semanas. Deram epidural apenas pq me convenceram que ia haver duas cesarianas e o meu trabalho de parto estava tão rápido que podia não ter tempo de levar. Aceitei...Houve ali um susto com um toque da médica aos sete dedos. O menino estava mal encaixado a médica tentou doeu muito e de repente a médica agita a minha barriga e pede para me voltar e voltar...quando tudo abranda e entra a enfermeira que se descaiu e disse a verdade quando pedi para ir ao w.c e me diz agora não depois do que aconteceu ao bebé, e olho para o ctg e vejo que teve ali minutos com pulsação muito baixa...A médica foi perguntar pelas cesarianas e eu e o marido pensamos cesariana de urgência que seja. Mas n foi graças a enfermeira parteira....que primeiro disse hmm é muito pequena para o parto, mas depois de saber que já tinha tido uma filha com complicações disse agora vai conseguir sem problemas eu prometo. Recusei alguns reforços de epidural e com a ajuda da parteira no quarto conseguimos por o bebé encaixado, tanto que fui para o bloco a sentir tudo e já com a cabeça quase a sair. O parto foi difícil no sentido que senti tudo....Mas fácil porque saiu sozinho, só com um corte, sem hemorragias minhas, o pai pode cortar o cordão, deram me ao colo acabado de sair, vi o sair de mim...tiraram fotos...finalmente o parto que queria, apesar de ter sido ligeiramente provocado, mas tinha de ser porque nasceu com 3710kg com 50.5 cm....O orgulho da enfermeira parteira e da minha obstetra....mais uns dias e tinha 4kg. Mamou logo bem, recuperação super fácil, subida de leite mais fácil. Com a minha experiência da primeira o segundo tem sido mais calmo. Claro que com a M as coisas ainda andam estranhas não sabe bem como reagir, ou calada demais ou a falar alto e muito agitada. Mas havemos de chegar a uma boa harmonia. Vou continuar desaparecida, quero aproveitar tudo o que o baby blues não me deixaram no primeiro filho.

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.