Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

M a precoce

Sempre pensem que este dia iria tardar, provavelmente lá para os seus 8 ou 9 anos, e já estou a dar um grande avanço a idade tecnológica. Mas não.... chegou no Domingo....

A M anda doida por ver vídeos dela no meu telemóvel e tirar fotos, todos os dias me pede fotos. 

Então este Domingo digo, olha a mãe e o pai vão as compras, queres vir ou ficas com os primos. Ela disse que sim e perguntou prendas?! E eu olho para o B e ele disse que sim... tínhamos combinado fazer a colecção da patrulha pata dando um boneco por mês a ela e estava na altura. 

- M, queres o Marshall ou um carinho para passear os bebés?

- A M que um phone mãe. 

 

Pronto o pedido por um telefone chegou aos 2 anos e meio, e não queria um de brincar que ela já tem, eu mostrei o de brincar e ela disse logo não é esse é o da mãe... 

Chegamos as compras e ela diz - penda, phone?! 

 

Contentou-se com um carrinho de brincar, daqueles de 1€, que não havia a patrulha pata nem o carrinho de bebé...... 

 

Já estou a imaginar a carta ao pai natal deste ano....

Da imaturidade política

Um referendo vale o que vale, é a opinião do povo que foi chamado a votar. E quando se fala no povo é o povo todo. Depois dos resultados oficiais saírem, é muito engraçado ou então não, ver que saíram a rua jovens e outros não tão jovens a pedir um novo referendo, alegando estarem a ser vítimas da xenofobia dos mais velhos. Ou pior que a pesquisa mais feita pelos Britânicos pelo google no dia após o referendo ser o que é a UE. 

Isto só demonstra duas coisas, a primeira é de que afinal nem todos se deram ao trabalho de ir votar, deixando nas mãos dos outros o seu voto. E portanto não podem reclamar de nada, porque afinal se existem tantas pessoas interessadas em pedir um novo referendo onde estavam elas no dia 23 de Junho?! Tal como acontece um pouco pelo mundo fora, o número de abstenções ao voto é muito elevado e depois queixam-se de que as decisões políticas não são do seu agrado. 

Depois se a pesquisa alarmante do GOOGLE no dia 24 de Junho, foi de facto o que é o UE, só demonstra que as pessoas são imaturas, e não que a campanha foi pouco informativa. Como cidadões temos o dever de estar informados, e ler as campanhas eleitorais e tentar compreender ao máximo o que nos é perguntado quando vamos votar e se de facto concordamos com tudo ou não. 

Claro que se cumprem o que prometem é outra história, mas não podemos ir votar num governo comunista quando não acreditamos em metade das "propostas eleitorais que fazem".... ou os "métodos" usados para atingir determinados objectivos. 

Aqui a questão é a mesma, se perguntavam se concordavam com a saída do Reino Unido da União Europeia, deveriam de ir pesquisar um pouco sobre a União Europeia e ver os seus benefícios e os seus contras, e pesar ambas e ver para que lado pendiam. 

E não gozem com os britânicos por este assunto, porque eu vi tanta calinada no facebook que até me benzi, quando li Inglaterra desiludiste-me.... meus amigos Inglaterra é apenas um dos "países constituintes" do Reino Unido, portanto existem pessoas que nem sequer sabem quem foi chamado a votar e que aquela ilha ali em cima de nós não é toda chamada de Inglaterra. 

Um exemplo disso foi quando eu disse no gozo no Sábado que o jogo entre país de Gales e Irlanda do Norte o Hino "God Save the Queen" iria tocar duas vezes (atenção que não vi  e por isso não sei se usaram hinos alternativos não oficiais). A maioria das pessoas disse logo que eu estava a confundir os países com a Inglaterra... e tive uma discussão que envolveu o senhor Google para mostrar que o Reino Unido englobava diversas Nações ou países constituintes... mas que país era só um Reino Unido, tanto que para os jogos Olímpicos vemos é o Reino Unidos e não Inglaterra... porque no futebol o que está em jogo são as federações de futebol e o Reino Unido tem várias federações. 

Por isso lá está não se pode gozar com a ignorância de uns, quando nós próprios também o somos. Eu própria fiquei espantada com tanta selecção pertencente ao Reino Unido, dai que fui pesquisar o porque e descobri a história das federações de futebol que fazem para do Europeu de Futebol e que os Jogos Olímpicos são países e não federações do desporto e daí que o Reino Unido vá em união. 

E é isto que se pede as pessoas, que se informem, numa época que tudo está ao toque de um telemóvel, é obrigatório estarmos informados e não sermos velhos do Restelo e acharmos que sabemos tudo, quando na realidade pouco ou nada sabemos. 

Dilemas de uma mãe

Quando são pequeninos pensamos, é só uma fase, o choro, a cólica, não temos tempo para nós. E pensamos isto vai passar... quando o nosso filho souber andar tudo ficará mais fácil. 

Errado, quando ele aprende a andar, começamos nós a correr atrás deles, a energia não para. Conseguir que adormeçam é uma aventura, pudera conseguem explorar melhor o mundo... e pensamos bolas era tão bom quando um colinho os punha logo a dormir. Sim acordavam várias vezes por noite, mas também dormiam muito durante o dia. 

Quando estão nesta fase do andar pensamos, é uma fase, vai passar, depois vai querer brincar mais com bonecos e brincar com amigos e tudo fica mais fácil, errado, passam a fazer birra, gostam sim de brincar mas com os pais, quando estão com amigos é a segunda guerra mundial porque todos querem o mesmo brinquedo... e recordamos quando tinham uns 7 ou 8 meses e já se sentavam e passavam vários minutos a explorar o mundo e o mesmo brinquedo, sem dramas..... 

 

O que aprendi eu nestes 2 anos e meio da M, que todas as fases da vida deles são especiais, mas o trabalho vai aumentando, porque conforme aumenta a sua autonomia também aumentam as birras, e depois, olha até já podem comer e vestirem-se sozinhos que teremos outras preocupações com a escola e amizades e vamos os perdendo para o mundo. Os beijos começaram a escassear e as saídas com os amigos a aumentar. 

 

Por isso temos de aproveitar, o bom e o mau... e o segundo filho servirá para aproveitar muito melhor a fase de bebé, até porque já saberei que as fases que vêem depois podem ser muito giras mas serão mais cansativas.... contudo com cada filho uma surpresa e com o segundo terei dois filhos em vez de um por isso tudo será diferente. 

 

Agora para desanuviar o tema.... eu acho que vou adoptar um irmão mais velho para a M, sempre que está com a prima D de 8 anos, tiro férias para mim, querer que a prima faça tudo e anda sempre colada a prima.... e este fim de semana, conheceu o primo emprestado G de 15 anos (pensam vocês que um adolescente iria estar agarrado ao telemóvel) que se apaixonou pela M e tive uma folga enorme... ele cuidava da M e brincava com ela, só para ir ao w.c é que eu ia com ela ou pedia a prima D para ir com ela. Não ia pedir a um adolescente para levar a M a casa de banho....