Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Sangue italiano?

Por estar a ouvir a rádio comercial a falar do esparguete e o Vasco dizer que usa a colher para enrolar o esparguete, a moda italiana... Eu lembrei-me de que a minha M deve de ter alguma ponta de italiana nos seus genes, porque que eu saiba ninguém lhe ensinou a usar a colher para enrolar o esparguete. Mas adivinhem no outro dia a comer esparguete dei um garfo e uma colher para ela comer, e ela vai e tenta enrolar o esparguete com a ajuda da colher.... se bem que o conceito dela é por o esparguete todo a volta da colher.... mas não deixei de ficar parva e perguntar ao B.

Eu- foste tu que lhe ensinas-te?

Ele -  não, se calhar foi na escola.

Eu - Não pode, ela para a escola leva ele cortado para não fazer muita sujeira.

 

Por isso ela deve de ter isso nos genes só pode, também não me recordo de ter visto alguém fazer a frente dela, nem de ver isso na TV.

Consulta de gastro

E pronto fui a consulta e afinal não foi para não fazer o exame, preciso de fazer os exames apesar deste achar que os meus sintomas se devem a ter o cólon irritado pela bílis, como não tenho vesícula a bílis é logo secretada directamente para o intestino e isso irrita. A medicação mas depois tem efeitos secundários no aporte de vitaminas. Enfim não morres da doença mas da cura... cada médico que fui tem a sua opinião. 

Agora a parte que não estava a espera era a de ele me pedir para fazer o exame apenas com sedação e com morfina.... que só 10% da população não consegue fazer o exame porque entra em pânico... que é o meu problema... eu disse eu não tenho medo da dor... mas ter um tubo a ir pela boca a baixo não é propriamente algo que me deixe confortável  e que bastou um tubo de oxigénio no nariz para fazer a CPRE e eu entrei em pânico e tiveram de me anestesiar primeiro e só depois prepara-me para o exame. 

Mas tudo bem aceitei, é ele a fazer o exame e eu disse máximo que pode acontecer é eu entrar em pânico e não fazer o exame... por isso.... 

Ai ai SNS, no EUA dá-se anestesia e afins para tudo.... até para ir ao dentista... aqui em PT dão um sedativo, que não te põem a dormir... e eu a pensar com os meus botões fiz uma interrupção da gravidez com anestesia e agora vou me submeter a isto... enfim....o B disse volta ao privado e agora que estamos melhores de finanças faz o exame... mas eu recusei fazer o exame uma vez e tenho receio que a seguradora me mande dar uma volta.... e sinceramente estou tão farta desta m**** que ele prometeu que iria ser chamada no próximo mês que olha aceitei.... até porque até lá os treinos tem de ficar em standby.... não que o procedimento em si faça mal ao bebé mas preferem não arriscar a dar medicação na gravidez... e eu também concordo... 

 

Irra no dia em que encerrar este capítulo da minha vida faço uma festa, já tive mais longe de os mandar as urtigas e não fazer exame nenhum, mas depois arrependo-me sempre porque sabe-se lá se não posso ter qualquer coisa?! 

Crescem tão rápido

Quando estava grávida se me falassem que a M, aos 2 anos e meio não iria usar chucha, nem biberão, nem fralda (só a noite) e que já iria saber se vestir e secar.... eu diria que só podia estar a gozar comigo. 

Mas não a M desde que fez o desfralde, é ver a falar cada vez mais, e para nossa surpresa esta super independente. 

Há alguns dias que começou a ir a casa de banho sozinha, não quer que entremos, e faz tudo sozinha, lá vamos perguntado se fez isto ou aquilo e ela se não fez vai fazer. A dois dias que sai do banho e seca-se sozinha, fiquei parva e com uma nostalgia, a minha menina não quer ajuda para se secar e seca-se tão bem ou melhor que alguns miúdos que já vi de 8 anos na piscina.

Depois ontem exigiu que o pai espera-se por ela na sala enquanto se vestia sozinha, pediu ajuda quando viu que a cueca fralda da noite não saia.... Ontem a noite, vestiu-se sozinha, só precisou de ajuda a por as coisas do lado certo, ou seja se eu lhe der a roupa voltada para o lado certo ela veste sozinha. Já a uns meses que se calça sozinha sem trocar os pés e não precisa de fazer nenhum truque para os distinguir. 

Sim a minha M pode ainda não saber contar, pode ainda não falar tanto.... mas todos me dizem que parece ter mais de 3 anos de tão independente e senhora de si que aparenta. 

Geralmente de vez em quando lá na escola os pais de outros meninos perguntam, mas que idade tem mesmo a M e eu digo vai fazer dois anos e meio.... ai não pode.... E eu penso não pode mesmo, ela está a crescer muito depressa... e agora compreendo aquelas mães que insistem em fazer tudo pelos filhos.... mas sei que o melhor para a M é ter confiança e autonomia e que isso é muito importante para a sua auto-estima e futuramente para o seu sucesso escolar. 

Como o Dr. Mário Cordeiro diz, se uma criança for autónoma em casa, no vestir, comer e desempenhar pequenas tarefas em casa, será mais confiante que consegue ser bem sucedida na escola.