Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Estamos a criar filhos totós?!

Cada vez mais vejo pais aflitos com testes, exames e estudo.... e pasmem-se são eles mesmo a estudar junto com os filhos.... não é apenas um apoio... são as rodas e os volantes e tudo o mais e depois queixam-se que os filhos não tem autonomia.

Sim quando são pequenos no 1º ciclo convém ajudar, ensinar a estudar, motivar... ser as rodinhas... mas depois ir largando ao pouco a bicicleta e tentar que a criança chegue lá sozinha.

Senão qual é o ensinamento que lhe dão, que tudo na vida é feito com ajuda... Que brio tem os filhos por conseguirem tirar uma boa nota sozinhos?! E que responsabilidade tem eles de se tirarem um má nota?! Sim se tiveram a ajuda dos pais e tiraram uma má nota, então a culpa não é só deles.

Durante anos vi os meus pais a luta com a minha irmã do meio para que atina-se nos estudos, tentaram de tudo, mas nunca estudaram por ela ou com ela... sim teve explicações mas apenas no secundário. E chumbou, sim chumbou no secundário, e teve de ir trabalhar nos fins de semana e tempos livres porque tinha menos cadeiras... e atinou para a vida e licenciou-se e tem uma carreira boa.

Sim os meus pais correram o risco de ela não atinar, mas era a vida dela e decisão dela de atinar ou não.

Sim os pais devem de ser chatos, devem de ralhar, exigir e ajudar quando é preciso, mas é preciso saber que ajuda dar.... estudar com o aluno só dá mau resultado... nem na explicação o explicador estuda com o aluno... ele explica a matéria mas exige que o aluno se aplique que leia, que faça apontamentos, que pratique e tire dúvidas.

Batalho muitas vezes com isto com a minha cunhada, de que ela faz pela filha sem se aperceber, porque faz os trabalhos todos com ela... e assim nem se apercebe que a menina não aprende, está sempre a espera que a mãe lhe ajude. Mas o ajudar a fazer... não ensinam....

Sim os pais nem sempre são a melhor pessoa para ajudar ou ensinar os filhos pasmem-se... em casos mesmo complicados, nada melhor que um centro de estudos... e alguns castigos como azarico ficas em casa a estudar enquanto os teus irmãos vão ao parque com o pai... azarico não vais a festa de anos porque não tiras-te boas notas.

Claro que os pais de hoje em dia vão em dizer que assim só se cria mais aversão ao estudo... meninos no nosso tempo os pais faziam nos isto... no nosso tempo éramos autónomos, e tínhamos também testes e exames, a diferença era que se tirássemos mas notas era reflexo nosso e responsabilidade nossa éramos recompensados ou punidos pelos resultados.

Tal como na nossa vida adulta, senão nos aplicarmos falhamos, somos despedidos e as consequências são bem maiores do que o ficar de castigo. A escola ensina a responsabilidade e ensina as crianças a serem adultos bem sucedidos, mesmo que sejam caixas de supermercado ou trolhas...

Hoje em dias os pais morrem de medo de ter um aluno mediano, parece que estão eles a falhar... ouço muitas vezes então se o deixo a soltinha (errado não é o deixar a soltinha, é saber o que o aluno tem de fazer, quando são os testes e impor horas de estudo) então depois espalha-se ao comprido.... e eu digo então espalhou-se ao comprido e então é uma excelente oportunidade para superar-se a si próprio e aprender com os erros...

Pais não evitem as quedas dos seus filhos, só assim apreendem.

E este post serve também para mim... não exigir que a minha filha esteja no quadro de honra mas ficar feliz mesmo pelo suficiente que teve se eu souber que dali veio muito esforço... porque nem todas as crianças podem ser doutores quando crescerem e isto para os pais é muito difícil de compreender.

 

E isto começa na creche, sabem como, pedem trabalhos aos filhos com ajuda dos pais, porque ainda são pequenos e o que eu vejo... obras de arte completas... a tarefa era desenhar a mão do filho e ser o filho a decorar e vejo lá obras de arte em crianças de 2 e 3 anos que só pode ter sido os pais... a da minha filha são sempre as mais tortas as mais estranhas... e eu um dia perguntei a educadora se esta a errar... e ela disse que não que era a M que deveria de decorar e ajudar o máximo que conseguir.

No natal a tarefa era os filhos decorarem bolas de natal... vi de tudo, pais natais feitos com a bola, sim foi mesmo filho de 2 anos que fez, massa colada a fazer um sorriso? Sim os miúdos de 2 anos até tem essa criatividade.

A da M, era simplesmente uma bola pintada com mil cores, numa mistura estranha... basicamente pus-lhe tinta e pincéis a frentes e bolas de natal e disse para ela pintar, fomos dando apoio... mas ela pintou como quis, o marido ainda queria ajudar porque com tanta mistura de cores estava a ficar muito escura, e eu disse é o trabalho dela... deixa a estar. Não era o mais bonito, mas a educadora perguntou e eu disse que lhe dei tinta e pinceis e a bola para a mão e ela fez aquilo e a educadora sorriu e disse era mesmo isso.

 

Nota: Existem crianças que tem mesmo problemas de aprendizagem e grandes dificuldades, esses nem com os pais conseguem passar... esses são uma minoria e facilmente com acompanhamento psicológico conseguem perceber se os fossos filhos tem algum problema que precise de intervenção adequada, ou se pura e simplesmente precisam de crescer e aprender sozinhos e largar as rodinhas da bicicleta.

 

images.jpeg

 imagem daqui

 

 

É KARMA só pode #2

Sexta marido chega a casa e diz "o carro avariou".... chamar reboque, reboque avisar que ele tem de ir com o carro porque o marido queria levar o carro para mais longe (terra da mãe).... eu avisei logo que ficava por cá, não ia sozinha com a menina e a previsão de mau tempo para lá.... também o que lá ia fazer? Ele de volta do carro mais o irmão, a minha sogra e tio iriam visitar a avó do B. E eu ia ficar sozinha com a menina, para isso ia para casa da minha irmã, os meus pais também viriam.

Passei o sábado com a minha irmã, enquanto não chegavam os meus pais, eu e ela estivemos a cuidar dos 3 mosqueteiros, tarefa mais fácil porque quando estão os 3 o tempo passa mais depressa, tem com quem brincar e nós adultos só tempos de ir garantindo que não brigam muito...

O B conseguiu vir no sábado a noite ainda, já em doía todo o corpo que os Kg da menina pesam... e a dois tudo se faz de modo mais fácil. Domingo fui de novo para casa da minha irmã para o almoço de domingo. Deixamos a menina a dormir e fomos fazer o resto das compras do mês. Chegamos e ela já tinha lanchado e passamos o resto da tarde a vê-los brincar, pior foi tirar a menina M da casa dos primos.

A noite ainda me perguntou pelos primos.

Por isso é Karma, tanta coisa a correr mal e depois corre tudo lindamente... o B teve uma estafa mas não levou com o meu mau humor de ficar sozinha na terra da mãe dele a olhar para as paredes.

 

P.S - E as vezes que a M perguntou pelo pai, já passou mais fds sem ele... mas agora já percebe melhor as coisas e desta vez estranhou a ausência dele. Felizmente não chorou, mas notava mais triste quando perguntava por ele.