Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Coisas boas do destino

Começamos a namorar no dia 18-11-04.  O B faz anos a dia 11 de Novembro, eu faço a 18 e a M faz a 04 de Novembro.... já encontraram a coincidência linda dos números da nossa família... olhem para a nossa data de inicio de namoro e digam lá senão tinha de ser :D

Foi o B que descobriu esta coincidência linda este fim de semana, nunca nos tínhamos apercebido disto....

E é um vitória

Calhou bem quem recebeu a M ter sido a educadora chefe. Cheguei a medo a creche, quem me abre a porta é logo a educadora da M. Diz-me logo que foi um dia muito complicado, que um desfralde nesta altura não é o ideal, que tem de organizar a festa da escola, que é preciso estar alguém sempre atento a M.... bem com tantas queixas suspeitei do pior, mais de 4 descuidos?! Pergunto a medo.... Mãe descuidou-se uma vez, mas nunca pediu tivemos de ser nós a levar a casa de banho.... e eu respondi pois mas é normal, eles no início não pedem.... até a própria educadora chefe disse ao meu marido que era uma questão de ela entrar na rotina.

Ela muda logo o discurso, sim ela vai entrar na rotina, só é chato porque ela tem de mudar de roupa e isso demora mais tempo a uma auxiliar, e os outros meninos vão de hora a hora a casa de banho e com a M tentamos ir de meia em meia hora... eu cortei logo e disse ela aguenta bem mais de que uma hora sem ir a casa de banho... é uma questão de acertar a primeira no xixi e depois é tudo controlado, o descuido foi quando... ah foi de manhã mãe mas depois correu tudo bem... se bem que ela fez muito xixi na fralda da sesta.... eu respondo pois ela faz um xixi grande após o almoço ao 12:30 e depois vai dormir a sesta.... ah mas aqui a essa hora já estão a dormir.... pois é só uma questão de ela entrar na rotina.... ah mas oh mãe, sabe ela mal ensaiou para a festa de natal, não sei como vai ser, não temos disponibilidade para isto... eu respondi logo, no dia da festa podem vestir uma fralda cueca que eu entendo que nesse dia não consigam dar atenção a ela... agora tem de compreender que a M anda a fazer birras tremendas para vestir a fralda, não podíamos continuar a lutar com o desenvolvimento natural de uma criança...

Foi aqui que ela mudou logo o discurso e disse pois já ta feito, tá feito e claro cada criança tem o seu ritmo.

Hoje já sei que me espera o mesmo rol de queixinhas da m****, porque são mesmo da m**** porque já vi entregarem crianças com meses de desfralde a sujarem mais de 4 mudas de roupa e a ter de vestir roupa doada da creche.... e a M na primeiro dia da creche com uma semana de desfralde, descuida-se uma vez e fazem um drama?!!

Hoje estou sem paciência nenhuma, a M anda numa fase de birras para tudo, para vestir, para comer, para brincar.... só aceita a bem ver os bonecos da Misha e do urso que os já sei de cor.... de resto tem de ser tudo a luta.... já tirei os ditos bonecos e tv e o cenário é o mesmo... brinca um segundo farta-se e começa a colar-se a nós a pedir colo e mimos... vamos brincar come ela e farta-se.... enfim espero que seja só uma má fase e que os brinquedos novos do natal a façam interessar-se de novo pela brincadeira em casa. Mas como ando sem paciência se a educadora vem de novo com queixas de m**** vou roçar a má educação, digo logo se não tem disponibilidade peço desculpa mas o problema é seu eu avisei n vezes no verão que ela estava a recusar a fralda, que estava mais do que pronta apesar de não pedir.... e que segundo a pediatra e os livros sobre o assunto as crianças só começam a pedir atempadamente para ir a casa de banho com tempo e com o desfralde já feito porque as fraldas não permitem ter a sensação de desconforto por estarem molhados, já que as fraldas hoje em dia são muito boas.

E se mesmo assim isto não a calar eu digo mesmo olhe nem vamos mais por aqui combinado.... eu já estou muito desagrada com a forma como lidaram com o assunto e não estou para vir todos os dias levaram com queixinhas... já estive bem mais longe de a por noutra escola, a dos meus sobrinhos é uma ipss e garanto que os meus sobrinhos quando lá entraram faziam 3 a 4 descuidos por dia e não ouviram uma única reclamação por parte da escola... apenas de que com o tempo eles lá chegavam e já era Setembro quando fizeram o desfralde.

 

Bem mudando o assunto, a M fez uma traquinice deliciosa para o meu marido.... eu fui tentar descansar um pouco antes de dar o jantar a M....ela anda muito agarrada a mim e mal consigo respirar... e a noite ela ainda tem muita tosse e acorda ainda algumas vezes durante a noite. Então ouço o marido a procura de cuecas, elas não estão na gaveta mas sim a mão de se usar na cozinha... grito onde elas estão e ouço ele a dizer... Não, Não, Não ai não M... mas não ouvi mais nada, nem me levantei... quando entro na cozinha já o pai lhe estava a dar o jantar....e ele diz bem nem sabes o que ela me fez, tirei fotos e tudo....

Resumindo senhora dona M, estava na sanita após um descuido aquando o pai lhe fazia cócegas, e aproveitou estar sozinha para abrir a gaveta da casa de banho e tirar de lá um verniz vermelho e pintar a bochecha com o dito.... bem o meu marido diz que se viu aflito para tirar aquilo... e a M dizia-me toda contente mamã aqui... assim... a fazer os gestos e o local onde colocou o dito verniz....

O altruismo das empresas que ajudam

Chega o Natal e em todo o lado vemos o letreiro - "ajude-nos a ajudar"..... alguns dão uma percentagem do que ganham (estes merecem palminhas) depois há outros que nos perguntam "não quer arredondar ou doar e afins"... em nosso nome... estes merecem umas chibatadas bem grandes.

Então dos seus lucros enormes não conseguem tirar 1% e doar a alguém... não recorrem a nós para doarmos em nome deles e eles ficam com os benefícios fiscais no IRC da empresa.... por isso não se deixem enganar com as "doações" se quer doar faça em nome próprio ou vá as casas de quem diz que dá 1% dos lucros e não se "arredondar" nós doamos.

 

Beijos natalícios

Adeus fraldas?! O verdadeiro teste!!!

Depois de uma semana em casa com a avó a conta de uma bronquiolite, a M parece ter deslargado as fraldas, graças a paciência da avó e a ausência do pai. Vou explicar, a M no sábado descuidou-se 3 vezes seguidas, duas a caminho do w.c e uma no colo do pai que estava a ver um filme.... e o pai passou-se logo e disse vamos por uma fralda ela não está preparada.... e eu passei-me com ele que ninguém nasce ensinado e que a M descuida-se como qualquer criança a fazer o desfralde, que os primos que já largaram as fraldas à 4 meses ainda hoje em dia se descuidam e só as vezes é que pedem para ir a casa de banho. Se ele estivesse presente e visse que até sexta feira a M descuidava-se umas 4 a 5 vezes seguidas e não se aguentava, teria insistido comigo que ela não estava preparada.

No Domingo, portou-se lindamente, até acordou cedo demais da sesta porque tinha coco e lá foi a casa de banho. Depois do lanche fomos ver o pai natal, fez o xixi em casa mas pus uma fralda cueca porque era a primeira vez que ia sair sem fralda, e o shopping ia estar um horror cheio de gente e a M tem muita vergonha e pede sempre colo nas confusões.

Ela queria ver o pai natal, mas quando chegou a vez dela ficou cheia de medo e vergonha, mas não chorou, se tivesse chorado pedia desculpa e não tirava foto com ela. Chegamos a casa após duas horas na rua, veio fez o xixi e a fralda seca.

Depois teve um acidente com cocó na cueca, mas os cocós são o mais difícil dos miúdos acertarem no bacio... e depois o ultimo descuido do dia foi a ir ver a árvore de natal em casa, o pai foi ter com ela e ela diz oh coco... Estava toda mijada e o chão também... o cocó é a palavra dela para todas as necessidades.

Hoje é o grande teste, o dia na creche, creche esta que recusou fazer o desfralde dela no verão porque ela não pedia, apesar de em casa ir sempre ao bacio. Eu disse ao pai vai de cueca e acabou-se se elas recusarem ou eu chegar lá e ela estiver de fralda, peço logo para falar com a directora. Porque se nós fizemos o trabalho todo chato em casa elas só tem mais que a levar a casa de banho regularmente, até porque tem outros meninos que já não usam cueca na sala dela.

Felizmente quem a recebeu de manhã na creche foi a educadora chefe lá do sítio, e ela disse que fizemos bem em trazer a M de cuecas, que agora era só a M entrar na rotina da escola e que com o tempo ela chegava lá.

Por isso a educadora dela não me pode vir com desculpas que a M não pede, que a M isto ou aquilo, ou que o regulamento impede de fazer o desfralde no inverno... porque a educadora chefe não colocou qualquer problema na M vir de cuecas.

Só espero mesmo não ter problemas quando a for buscar ou no decorrer desta semana.

 

 

 

Sabes mesmo que é Natal

Quando vais levantar uma encomenda de Ready-beds a uma loja, mais concretamente 3, e estes vem embrulhados :D....

 

A M é que ficou toda feliz de abrir uma prenda que não era prenda. Sim para quem não sabe o conceito de Ready-bead é uma cama insuflável com saco cama incluído. Sim porque as famílias crescem mas as casas não, e ir passar o natal a casa da minha avó com 3 crianças de 2 anos e 7 adultos implica ser imaginativo.

 

index.jpeg

 

 Podem adquirir aqui

Ainda estou arrepiada

 

Depois de ter visto a série da BBC a Parteira no netflix, fiquei com um vazio, tal como os bons livros, quando um se acaba sinto-me sempre meio perdida sem vontade de começar outro. Neste momento estou assim orfã de livro porque o que começei a ler ainda não me agarrou. Acabei a série que estava a ver no fim de semana. E não tive coragem de pegar em mais nenhuma. Até que ontem pensei bolas pago o netflix vamos lá arranjar tomates e começar a ver outra. Escolhi Jessica Jones. Pus os fones e fiquei a ver, no ínicio parece que o episódio não é grande coisa, mas no final quando começamos a perceber o que se passa.... ficamos um só com a personagem, sentimos o pânico, o medo psicológico.... o meu marido e a minha mãe ficaram a olhar para mim, porque eu dei um pulo da cadeira, e no final tinha lágrimas nos olhos e estava completamente arrepiada.

Não é terror, daqueles filmes de terror... é um triller bom, mesmo muito bom, que nos faz arrepiar e ter medo, o mesmo medo que ela tem e sentir o desepero das personagens que o vilão manipula.

Instinto de mãe não falha

Um ano depois da mega bronquiolite, dona M tem nova bronquiolite.... esta em casa com a avó, que é um doce e veio de imediato da terra para cuidar da neta.

Mas atenção nada fazia indicar que tivesse bronquiolite, ainda agora em conversa com a creche, a auxiliar dela me diz - ai mãe, ia jurar que ela não tinha nada, já passaram n crianças pelas minhas mãos e o meu próprio filho teve imensas e não vimos nada na M.

O meu marido também dizia o mesmo que a tosse dela estava igual a segunda-feira quando foi auscultada em Coimbra. Mas eu tive o feeling quando chegamos Sexta a noite a terra da Sogra e a M passou literalmente a noite toda a tossir, mais a recusa de beber leite pelo biberão ou palhinha e claro aqui a mãe disse logo ela esta doente e chateiem tanto o marido que lá fui eu ontem a Pediatra com ela. Mas confesso que por bronquiolite não esperava, porque não tinha a pieira... estava só cansada e com tosse nocturna. Mas de facto o instinto de mãe nunca falha e o certo é que chegando a casa e ao ir deita-la parecia uma locomotiva de tanto assobiar por isso o instinto de mãe apanhou a dita cuja logo de inicio.

Agora a vacina oral que fez para evitar infecções respiratórias não parece ter resultado, vai dai nem sabemos porque o que é certo é que ela andava com uma saúde de ferro, a um ano que não ficava doente (sem contar com a varicela).

Pág. 4/4