Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Cada vez ganho menos

Há 5 anos que não recebo um aumento de ordenado, aliás só o diminui devido a crise e pardais ao ninho. 

Isto é o cenário para a maioria dos portugueses, mas já se subiu o ordenado mínimo e eu bato palminhas sim senhor porque era uma miséria, e agora tenciona-se aumentar ainda mais o ordenado mínimo até este chegar aos 600 euros. Mais uma vez eu bato palminhas sim senhor.... 

Mas e quem ganhava já 600 euros fica a perder, vai passar a ter o mesmo rendimento mas o trabalho desta pessoa vai ser pago como ordenado mínimo... e conheço licenciados a ganharem 750 euros... ora deveria um licenciado apenas ganhar mais 150 euros do que alguém que não completou os estudos? Sim porque muitos dos trabalhadores mínimos tem apenas o 9ºano ou menos ainda. 

Sou sim a favor de aumentar a qualidade de vida de quem já ganha tão pouco, mas não devia de ser para todos?! 

Senão isto chega a um ponto que aquilo que eu investi de mim para me licenciar (os meus pais é que investiram) não compensou para nada e mais valia ter parado de gastar o dinheiro deles e ir logo para uma cadeia de supermercado ou de restaurante, ou uma fábrica. 

Não estou aqui a desvalorizar o trabalho de ninguém e quero deixar isto bem claro, mas obviamente que existem diferenças salariais para diferentes cargos e diferentes qualificações... e a norma é quem tem mais qualificações geralmente ganha melhor de  que quem apenas tem experiência. 

Ora já imaginaram uma chefia de loja que ganha 650 euros, vai passar a ganhar só mais 50€ do que os empregados da loja, quando ela tem a obrigação e responsabilidade de manter a loja a funcionar, de cumprir objectivos e tem mais responsabilidades, como verificação de stock e se existe algum problema no fecho da caixa sofre com isso também... epá por 50€ mantinha me no meu cantinho e deixa a posição de chefia para outra pessoa. 

 

Sou uma mulher de sorte

E apercebo-me muito disso quando visito outras realidades diferentes das minhas. Tenho um marido que é um pai presente, companheiro, preocupado, que sei que se deixar a minha filha ao seu cuidado que ele sabe do que ela precisa e se preocupa com o seu desenvolvimento. Tenho um marido que me ajuda e me apoia em casa, tenho um marido que me mima e que me valoriza (mais do que eu me valorizo a mim própria). Claro que tem defeitos como todas pessoas do mundo, mas olhando para os problemas e defeitos dos outros... noto sim que tenho a relação perfeita :D

Sweet November

Este é o meu mês, o mês em que faço anos, em que faz anos a minha cara metade, o mês em que oficializamos o namoro, o mês que a minha filha nasceu e um montão de familiares fazem anos neste mês. 

É um mês tão especial para nós que queríamos muito que o destino nos pusesse outro escorpião no pacote :D. 

Venham as castanhas, a batata doce e as mantas e os bolos e as lareiras... sim gosto do mês de Novembro e de Dezembro. Depois disso já começo é a pensar no Verão. 

 

transferir.jpg

 

Fim de semana bom

Anos da sobrinha/ afilhada do B, ver a M a brincar com meninas de 8 anos. Fiquei super babada, de uma das vezes que a vi (estava sempre de vigia) a M estava sentada na cama da prima a comer uma batata frita (só deixei dar uma) rodeada de bonecos do lidl com a prima e outra menina a brincar sentadas na cama. Parecia uma adolescente :D, cheguei e disse não queres deixar as meninas a brincar e vens brincar com a prima B (da idade da M), responde um não sonoro, e as meninas disseram logo que queriam que ela ficasse. 

Chegam as outras amigas da minha sobrinha, e era ver a M ao colo de uma delas, a brincar as escondidas, e as bonecas. Não dormiu a sesta, mas nem sequer resmungou com sono... não precisou da mãe sequer uma única vez, está mesmo crescida...

Eu até brinquei com o facto que devia de adoptar uma menina de 8 anos para ser irmã da M :D. Claro que assim que se sentou no carro adormeceu imediatamente, mas no dia seguinte perguntei se gostou de brincar com as meninas e ela disse xim... 

Para as meninas ela era uma boneca em tamanho grande para brincarem, mas seguiram todas as minhas indicações, de que ela não podia comer sem a minha autorização porque tinha uma alergia, que não podiam dar peças pequenas para ela, nem ir para a rua sem a minha autorização.

No dia seguinte a M foi ao pão por Deus.... decidi ignorar os meus medos e depois de pensar que para o ano ia calhar num dia da semana, agarrei nela e no marido e fomos a algumas casas de amigos de infância do B pedir o pão por Deus... o meu receio era claro as coisas com ovo que lhe podiam dar, mas logo vimos que ela achava mais piada aos rebuçados por causa do papel colorido... e sempre que pedia algo que não podia comer, eu dizia que depois da sopa a mãe lhe dava uma guloseima. 

Ela ficou toda contente após a segunda casa, quando se apercebeu que todos lhe davam guloseimas... a terceira casa uma senhora deu-lhe um pacote inteiro de bolacha maria, porque achava que rebuçados e chocolates não eram adequados a idade da menina e foi a dispensa buscar bolachas, eu até lhe disse que nós depois separávamos o que ela não podia comer (que era muita coisa) e ela disse que não a menina merecia comer algo que pudesse comer... (o que vale é que a bolacha maria é uma das bolachas que a M pode comer). Ai sim o sorriso da M ao receber um pacote inteiro de bolachas e disse um sonoro obrigado. 

 

Portanto foi um fim de semana non stop, sem descanso, mas as memórias valem mais do que muito, e só somos novos uma vez na vida :D. 

Pág. 4/4