Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Caixa de memórias e sensações

Ontem a ver algumas fotos da M em bebé, fiquei com a sensação que não me consigo lembrar com 100% de clareza de vários momentos e sensações que tive com ela. 

Claro que me recordo da primeira vez que a vi, do parto, dela a mamar... quando sorriu, quando virou, quando começou a comer, e quando começou a gatinhar e a andar. Lembramos de momentos importantes que ficaram na nossa memória, o dia em que ela disse papá a primeira vez, mas o mamã não me lembro do momento... se calhar porque papá foi a primeira palavra. 

Fiquei cheia de nostalgia e saudade, e hoje acordei com aquela sensação de que devia de haver uma caixinha que podíamos ir e voltar a sentir os cheiros, as sensações dos momentos que nos recordamos. 

O frio na barriga dos primeiros momentos de namoro, o primeiro beijo, o primeiro toque... o cheiro dos nossos filhos, a sensação de os ter a adormecer no nosso colo... Todas aquelas coisas boas da nossa vida. 

 

Se calhar ainda bem que não existe esta caixinha maravilhosa, porque seria uma droga sem dúvida para muitos de nós :D mas era o melhor antídoto para dias de melancolia e desanimo. 

Isto sim é de louvar

Em Amesterdão existe uma pequena aldeia desenhada de raiz para servir de lar e apoio a idosos e pessoas com demência e Alzheimer. 

As imagens dão vontade de qualquer um de nós ir para lá viver, não faço ideia quanto cobram aos idosos. 

Mas gostaria que um dia a tendência de lares deprimentes e caros fossem revertidos. Aqui em Portugal paga-se os olhos da cara, por um quarto partilhado com mais duas ou três idosas, se for um casal é raro juntarem-nos mas sim os separar. 

Depois aquilo é tão deprimente, são tratados, como coisas em muitos sítios, noutros como crianças pequenas sem gostos e sem sentimentos. 

Lembro-me de ir visitar a avó do B num desses lar, no caso dela era de recuperação a uma cirurgia e depois saiu passado um mês. Mas nesse tempo era muito triste ver os idosos quase sempre nos quartos, raramente vinham a sala de convívio por problemas de locomoção e porque tinham de pedir ajuda a uma auxiliar e ela são poucas. Depois lembro-me da senhora pouco ou nada comer lá e pedir ao filho para trazer rebuçados e coisas que ela gostava como os iogurtes xpto. 

Quer dizer pagam imenso e nem sequer lhes é dada a escolha entre alguns pratos... Até num hospital público, pelo menos este onde estou, perguntam se querem o prato de carne ou peixe ou de dieta. Só se por restringimento médico tiverem indicação para comer o prato de dieta é sempre esse que é servido. Mas de resto é a escolha do doente.  Até no lanche perguntam se quer dois iogurtes e bolachas doces ou salgadas ou se pretende um chá com pão. 

Nos lares servem tudo igual para todos e pagam uma fortuna os familiares e os idosos são tratados como uns estorvos na nossa sociedade. E isto é um luxo porque maioria dos idosos vive sozinhos sem grandes condições de vida e com uma visita diária do apoio domiciliário que lhes deixa as refeições prontas num saco.... assim tal e qual sem saber se a pessoa gosta ou não gosta de couves de Bruxelas ou de bacalhau cozido. 

 

Ser idoso neste país de M**** é ser tratado não digo abaixo de cão que esses coitados.... 

 

Estou tão deprimida

Com o raio deste tempo, ainda não fui de férias e parece que já estamos a chegar ao Outono, este Verão foi quente sim, mas durou tão pouco tempo. Onde andam os dias abrasadores de Agosto e as noites quentes de Verão que nos obrigam a dormir de janela aberta... é que aqui eu tive de ir ter com a M a noite e fiquei gelada de todo....

Do fim de semana

Fomos para a terra da Sogra, e íamos tendo um acidente por culpa de outros... e é disto que tenho medo e que me revolta ao andar na estrada. 

Íamos na faixa do meio, sem ninguém a frente, nem atrás... na faixa a direita ia um ford e atrás deste um audi... do nada o meu marido solta um grito e da uma guinadela ao carro... olho e vejo o audi em direcção ao nosso carro... quase a bater no lado da M... perdeu o controlo por momentos do carro, momentos muito longos, primeiro vi nos a ir em direcção ao separador, depois senti-me a elevar e a pensar vamos caputar... não sei como ele recuperou o controlo do carro e felizmente não vinha nenhum carro do lado da esquerda... o meu marido volta a faixa do meio... abranda o carro e buzina, o audi encosta-se a nos e pede desculpa e diz que foi o outro.. eu viro-me para o ford que estava do meu lado bato no vidro e grito idiotas tenho aqui uma criança, assim que eles olharam para a M... abrandaram e encostaram-se a berma e ficaram a andar a 20km por hora pelo susto que apanharam...

A M não se assustou felizmente, pelo que percebemos do Audi o ford, travou do nada .... não sei se foi pela placa a dizer acidente na A1... se foi por ter ouvido na rádio que havia transito para a A1.... mas sei que foi um idiota irresponsável que ao travar a fundo, o Audi para evitar se estampar teve o reflexo que todos tem, de guinar o carro para a faixa do lado... nem reparou que estávamos nessa faixa quase ao seu lado... se de facto o Audi tivesse batido no nosso carro eram 3 carros acidentados e mais se os de trás não parassem... Nós íamos a 90km por hora, ainda não estávamos na auto estrada, logo nada justificava a travagem que o Ford fez. 

Foi um grande susto, os outros carros todos atrás pararam mesmo a achar que íamos capotar...se tivéssemos no meu carro teríamos mesmo capotado porque não tem controlo de estabilidade. 

Chegamos a casa da sogra vivos, mas com um susto de morte e doridos, porque o cinto do carro mandou o tal puxão e porque ficamos muito tensos com aqueles minutos. 

Felizmente o resto do fim de semana foi calmo... a M nem dormiu tão mal como de costume... e ficou com uma paixão enorme pela prima mais velha a D... chegou ao ridículo de se sentar no chão a porta do w.c que estava fechado com a prima lá dentro... e quando a tentei tirar dela teve um ataque de choro que só parou quando a prima saiu da casa de banho... e tudo porque a prima brincou com o telemóvel com ela, numa daquelas aplicações chatas do gato que fala e brinca contigo. 

A M recebeu um livro com som de animais por parte de uma prima do B, e ficou fascinada com ele... já sabe finalmente o miau, miau... por incrível que pareça sabia dizer gato e não o som dele lol.... 

O mais giro é a M dizer o nome do pai diz um nome começado por N que por acaso é tio dela lol... e quando dizemos onde esta o tio N... ela vai a procura do pai... 

Ainda conseguimos jogar monopólio, mas não acabamos o jogo, e a M portou-se lindamente, sentando-se ao pé de nós no jardim, ou ficava a brincar com as folhas do jardim e com o cão da sogra... ou então ia para dentro de casa ter com a outra prima e ter com a avó... Sem nunca chorar porque o pai e a mãe estavam a jogar.

 

Está cada vez mais crescida...

Coisas que me tiram o sorriso dos lábios

Ir beber café ao bar, ver nas notícias crianças ilegais refugiadas na Grécia, a chorarem, mas aquele choro que nenhum pai deveria de ver nos seus filhos. Choro silencioso, de tristeza e medo. Imagens que mais parecem tiradas de um campo de concentração. 

Depois a notícia de que uma menina de 11 anos acabou de ser mãe, fora violada pelo padrasto ou namorado da mãe. 

E a seguir imagens de Passos Coelho ao lado da mulher de férias no Algarve, e o que vi foi uma amor maior que a vida... ele a apoiar a mulher que caminhava de muleta e visivelmente debilitada e cansada. Olhando para fotos do que ela era, para o estado em que está. Realmente o Cancro é a pior doença que existe, para o combater é preciso a pessoa quase morrer para ter a sorte de ressuscitar novamente. 

 

CC cream da Mary Kay Review e comparação com BB cream da Missha

Como me recordava que o CC cream da Mary Kay dava mais cobertura que o BB cream perfect cover da Missha, podem ver o post aqui. Fiz então o mesmo teste que com o BB cream. 

 

Claro que sendo um CC cream e um BB cream não pode haver grande comparação. 

 

O que promete:

 

8 Benefícios em 1

  • Conhecido como um “corrector da pele”, o CC Cream com FPS 15 da Mary Kay®, oferece oito benefícios num passo, deixando a pele com um acabamento impecável. Confirma-se

Protege

  • O FPS 15 protege dos danos dos raios UVA E UVB que podem contribuir para os sinais visíveis do envelhecimento prematuro da pele. Podia ter mais factor de protecção visto do da Missha ter 42

Ilumina

  • Aumenta instantaneamente a luminosidade da pele e ilumina a pele. Vai conseguir uma pele radiante à medida que a fórmula ajuda a corrigir o visual de descoloração da pele e oferece um tom mais uniforme à pele. Oferece sim um tom uniforme a pele, quanto a iluminar acho que o da Missha ilumina mais

Corrija com uma Cobertura Leve

  • Os pigmentos minerais ajudam a corrigir as imperfeições e a melhorar o aspecto geral da pele com uma cobertura leve que não dá aquela aparência de visual “pre-feito”. O aspecto de uma pele cansada e fatigada é transformado à medida que a fórmula ajuda a afastar o aspecto apagado da pele. A sua pele fica com um aspecto radiante e com uma sensação suave e macia. Corrige sim as imperfeições e dá uma melhor cobertura que o da Missha, mas em termos de sensação leve e aspecto natural o da Missha bate o da Mary Kay

Minimiza a Vermelhidão

  • Proporciona alivio visível e minimiza a aparência da vermelhidão da pele. Até foi testado em mulheres com rosáceas que concordaram que ajudou a diminuir o aspecto da vermelhidão. Confirma-se

Corrige

  • Corrige instantaneamente a aparência das manchas e ajuda a disfarçar as marcas do rosto. Não comedogénico e isento de óleo, suaviza e nutre a pele com tendência à acne e acalma a pele mais problemática. Esta fórmula leve também corrige as olheiras e as sombras escuras à medida que se esbate maravilhosamente bem com o seu tom de pele. Confirma-se mas uso sempre um corrector porque acho que nada disfarça as minhas.

Hidrata

  • Hidrata durante 10 horas. A pele fica instantaneamente mais hidratada. Formulada com emolientes que ajudam a hidratar a pele, oferece conforto nutritivo sem ficar com uma sensação oleosa. Neste aspecto acho que o da Missha ganha, a pele fica menos oleosa no final do dia.

Reduz os Sinais Visíveis do Envelhecimento da Pele

  • As linha finas ficam menos visíveis e a pele fica com um aspecto mais jovem. Também ajuda a minimizar o aspecto dos poros ao mesmo tempo que melhora a textura da pele visivelmente. Não bloqueia os poros, portanto, fica com uma sensação suave e uma pele com um aspecto impecável. Ambos iguais 

Protege

  • Protege dos elementos stressantes do meio ambiente, como é o caso dos radicais livres que danificam a pele. Ambos prometem o mesmo

 

2015-08-13_16.49[1].52

 O meu tom de verão é o tom Médio a Escuro e de Inverno uso o tom Claro a Médio. Neste aspecto oferece mais tons "europeus" que o da Missha que é um BB cream pensado na Coreia do Sul. 

Como podem ver corrige o tom de pele, podem achar que fico muito morena, mas já vão ver que ele tem exactamente o mesmo tom que o BB cream da Misha. A diferença é que os pigmentos do CC cream são mais acastanhados e como não tem a função de branquear o tom de pele... a pele fica com um tom natural (idêntica ao resto do corpo). Dá muito mais cobertura e nas fotos não se fica com um ar claro porque não tem tantos pigmentos iluminadores e branqueadores. 

Para quem tem borbulhas como eu, a opção da Mary Kay é mais adequada do que o BB cream da Missha, contudo perde-se no conforto da pele. Porque sentimos sempre que temos mais do que creme hidratante na pele. 

2015-08-13_16.51[1].48

 Este é o teste com o BB cream da Misha, como podem ver da um tom uniforme e uma cobertura natural, mas dá sempre a sensação que temos o rosto mais claro. O próprio marido notou, atenção que ambos os testes as fotos são tiradas logo após aplicação. Como os tons são adaptativos ao longo do tempo o BB cream começa a ficar mais rosado. Relembro que como é um BB cream feito na Coreia do Sul é normal que tenha este efeito de branqueamento (sai assim que lavamos a pele, não descolora a pele) porque na Ásia a beleza da Mulher é uma pele cor de leite. 

 

20150813_170243[1]

Para os cépticos aqui fica a prova que ambos os tons são muito semelhantes, o da esquerda é o CC cream da Mary Kay e o BB Cream é o da direita. 

Como podem ver o da Missha BB cream é mais luminoso do que o da Mary Kay. 

 

 

Qual prefiro: Acho que vou continuar a usar o da Mary Kay após terminar a embalagem do BB cream da Missha. Apesar de gostar do cheiro e da sensação natural do BB Cream da Missha. Gosto de ter um pouco mais de cobertura para a minha pele. Para além disso em Portugal é difícil adquirir o BB cream mishaperfect cover da Missha. 

Quanto aos preços o da Missha é mais barato, mas como temos de pagar portes internacionais acaba por ficar ao mesmo preço do CC Cream da Mary Kay. 

Se existisse uma loja física da Missha se calhar usaria o BB cream da Missha, para o dia a dia, porque dá uma sensação de conforto natural da pele.  

Quanto ao CC cream da Mary Kay ele custa 27.50€ e não paga portes, pode adquirir aqui. E para além disso tem mais tons para escolher, se for da zona de Lisboa pode experimentar para ver qual se adequa mais ao seu tom de pele. Para quem é de longe pode encomendar, porque tem 100% de garantia de satisfação.