Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Muffins de frutos vermelhos

Ingredientes:

520 gr de farinha com fermento 

100 gr de açúcar

300 gr de leite

pepitas de chocolate q.b

frutos vermelhos q.b

 

Preparação:

 

Misturar todos os ingreditentes excepto os frutos vermelhos, de seguida envolver os frutos cuidadosamente. 

A massa fica espessa mas é mesmo assim, untar formas, colocar a massa e levar ao forno previamente aquecido a 160ºc durante 20 a 30 minutos. 

 

Estes muffins foram feitos na sesta da pequena no Domingo a tarde, quando ela acordou e os viu no forno disse "mamã bolo?" eu disse que sim, ela sorriu e deu-me um beijo delicioso.

 

Nova imagem.JPG

 

 

 

 

Novidade XXL parte 2

A segunda novidade, foi que no Sábado fomos a um novo alergologista para a M... estávamos fartos da antiga, atrasava-se imenso, nunca via a M, nunca a examinava... e depois marcava os exames sempre a horas que a menina deveria de estar a dormir a sesta. 

Este médico foi impecável, é da opinião contrária de que ela deveria de já ter sido exposta ao ovo, cada cabeça sua sentença. 

Fez os testes prick-test na hora a M, ela nem uma lágrima deitou, só fez beicinho e pediu a minha mão. O médico diz que nunca viu uma menina portar-se assim tão bem. Para quem não sabe o exame consiste em colocar extractos do que somos ou não alérgicos e depois fazer uma picada para o extracto entrar na pele... 

Não reagiu ao ovo, ao contrário de quando era mais nova . Ficamos confusos claro porque ela já ingeriu coisas com vestígios de ovo e fez borbulhas pequenas... ele disse que podia ser uma alergia de contacto. Mas deu luz verde para introduzir a gema em casa, se a M não reagisse que então faríamos a introdução a clara de ovo no hospital (nem sei quanto isto nos vai custar, porque vai ser no privado, mas que seja). 

Então ontem demos metade de uma gema, não reagiu, mas passado uma hora notei uma rouquidão na voz dela, que foi momentânea e passou. 

Mas a noite oh senhores a noite foi passada a tossir. 

Agora ao almoço demos uma gema inteira e adivinhem foi dormir a sesta e volta a tossir... 

Como o B diz parece repetição da introdução do leite de vaca, sempre que dávamos acontecia isto, até que veio o verão e conseguimos dar o leite sem ela ficar ranhosa e constipada. 

De qualquer das formas o médico pediu para mandar mail a contar como correu, e claro relato o que aconteceu, mesmo que tenha sido coincidência e ela tenha ficado constipada exactamente na mesma altura de introduzir a gema...

 

Ah momento fofo da M, o médico no final dá-lhe uns desenhos para ela colorir, coisa que a outra não fazia, nem um sorriso lhe dava. E pediu-lhe um passar bem de despedida, a M vai e dá-lhe um beijinho coisa rara nela e ele diz "oh tem a filha mais fofa que já vi".... eheh sabe conquistar bem as crianças e os pais também. 

E um bonus o médico dá consultas ao sábado. 

Bolo de iogurte e cenoura sem ovo

Com o aniversário da sogra no fim de semana, e com a falta de tempo de ir ao supermercado para comprar um preparado vegano de bolo. Decidi inventar um bolo com os ingredientes que tinha e adaptei a receita de bolo de iogurte e adicionei a cenoura para conferir a humidade dos ovos. 

 

Ingredientes:

2 cenouras raladas

1 copo de iogurte

1 copo (do iogurte) de leite

1 copo e meio de açúcar

3 copos de farinha

1/2 copo de óleo

Canela q.b 

1 colher de chá de fermento

 

Juntar todos os ingredientes e misturar bem, untar uma forma de bolo inglês (como os bolos sem ovo não crescem muito ficam melhor em formas baixas) e levar ao forno durante 30 min a 180ºc (ou testar com o palito para ver se está seco). 

 

Ficou um bolo excelente, todos provaram e gostaram muito. Ficou húmido e até a M comeu mais deste bolo do que dos já preparados veganos. 

 

IMG_20160416_082245.jpg

IMG_20160416_082258.jpg

 

Bolachas para o chá

O carnaval passou-se no quentinho em casa, nunca fui muito dada ao Carnaval. É ridículo, está imenso frio em Portugal, a maioria dos disfarces são finos, logo temos de vestir as crianças com camadas de roupa e mesmo assim quando vão desfilar ou rapam frio ou vão como na escola da M, todos de casaco.

Nada contra a brincadeira dos disfarces e afins, alias acho que isso estimula a imaginação das crianças, mas já o fazem na escola com a arca da imaginação.... sempre que escolhem lá ir brincar podem se disfarçar daquilo que entenderem e brincarem assim. Não é preciso dias dedicados a isso.

Então este Carnaval super chuvoso nem deu para sair de casa na Terça, e como entreter uma criança, bora lá fazer bolachas, aguentou 1 min, logo a seguir pediu comida lol.

 

Fiz a receita que a Educadora da M gentilmente cedeu na altura do Natal, deu como prenda aos pais, um recipiente decorado pela M com um preparado para bolachas que a M pode-se comer :D. Na altura já as tinha feito e desta vez repeti a receita mas com alterações ao que tinha em casa.

 

Ingredientes:

110 gr de farinha com fermento

1 c. de chá de gengibre em pó ou de canela.

1 c. de chá de bicarbonato de sódio

2 c. de sopa de açúcar amarelo (Desta vez usei apenas 2 c. de sopa de melaço de cana para gastar o que tinha em casa e não usei o açúcar)

2 c. de sopa de mel

50 gr. de margarina vegetal

 

 

Preparação:

Colocar todos os ingredientes secos e se quiser oferecer coloque num frasco enfeitado com a receita.

Depois colocar a margarina vegetal e misturar com ajuda das mãos ou num processador de comida ou bimby (velocidade 5, 30 seg)

Juntar o mel ou o melaço e misturar pelos mesmos seg. a mesma velocidade.

No final fazer uma bolas e achatar com um garfo.

Rende pouca quantidade por isso podem duplicar se quiserem.

 

20160209_145648[1]Aqui o frasquinho decorado pela M

20160209_145612[1]

 Aqui as bolachinhas.

 

 

Ainda não tinha partilhado

Sim é verdade que deveria falar mais sobre a alimentação da M, por ser alérgica ao ovo... mas desde que descobri um preparado de bolo vegano no Jumbo, na altura dos anos da M. Que me deixei de preocupar tanto.

Quando preciso faço uns queques desse preparado, congelo e ao longo do tempo que vou precisando, festas de ano, ir a pastelarias e afins. Lá descongelo um de véspera. Fica sempre fofo e macio, e não corro riscos como os bolos caseiros que eu faço, que ou ficam secos ou muito densos.

Por isso agora já nem tenho grandes problemas, nem pesquiso tantas receitas quanto isso.

Mas vou tentar fazer uns biscoitos este fim-de-semana, de uma receita que a educadora da M me deixou.

 

02184097_320_252.jpg

 

Algo mudou

Lá na escola, não sei se ouviram algum zumzum que estava insatisfeita, mas assim do nada a educadora passou a elogiar a M...a ignorar os descuidos já que agora é só o cocó que ela se esquece.

E milagre perguntei em Dezembro sobre que aniversários havia e disse-me os de Janeiro e disse ah mas sabe que podem não trazer bolo e depois a mãe gasta dinheiro a comprar ou a fazer um para a M... e eu disse não se preocupe com isso.

Ontem recebo um mail da educadora a relembrar-me que hoje ia haver lanche da aniversariante para eu trazer um "miminho" para a M comer.

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura...

 

E coincidências das coincidências a M começou a falar muito mais agora que fizemos o desfralde... até lá na escola, basicamente ela devia de estar muito melindrada por ter ficado no grupo dos meninos com fraldas que eram só 4.

O que sente uma mãe

O que sente uma mãe quando lhe é diagnosticada uma alergia alimentar.... é sempre na exclusão que os nossos filhos vão passar quando ainda não tem idade para compreender o que podem ou não comer e o porquê. 

Uma batalha que eu luto a um ano praticamente é com a escolinha me indicar quando existe aniversários para poder levar um miminho para ela nessa semana, mas elas recusam a dizer porque imaginem que um pai não leva nada de bolo nem miminhos para os amigos, eu vou ficar a saber... já disse para me dizer só que a um aniversário, não quero saber quem é o menino ou menina. 

Quero é saber da M a ver todos comerem uma fatia de bolo e ela não comer, dizem que não chora que lhe dão um bolacha das dela.... e eu acredito?! Claro que não.... porque sei que na festa de anos dos gémeos a M pediu para comer uma tarte de maçã que viu colocar na mesa... e como não sabia o que levava disse que não podia, mas podia comer o que a mamã fez para ela... chorou baba e ranho, já estávamos eu e a minha irmã de volta dela, desanimadas e até que a dona da tarte de maçã chegou e eu perguntei o que levava a tarte, se tinha usado ovos... ela disse que não e finalmente podemos dar a tarte a M, mas claro que já não a quis... estava a chorar porque não lhe demos logo quando pediu. 

Por isso imagino como será na escola.... já tentei de tudo excepto fazer mesmo queixa directora... mas não queria...

Hoje ver se encontro a educadora e pergunto quando é que é o próximo aniversário da M para enviar uma guloseima que ela possa comer, se não me disserem ai digo então desculpe quero falar com a directora, porque a M na última festa de anos já ficou muito sentida porque não podia comer algo que queria e eu tinha lá algo para ela, imagino ali onde não tem nada a não ser bolachas Maria. 

Bolo de laranja sem ovo com calda de chocolate

IMG_20151011_112848.jpg

Ingredientes:

500gr de farinha

150 gr de açúcar (podem por mais um bocado, porque fiz para a M)

3 laranjas grandes

200gr de leite de soja

150gr de óleo 

1 colher de chá de fermento 

1 colher de chá bicarbonato de sódio

 

Untar a forma e ligar o forno a 180ºc (muito importante a forma estar untada porque o bolo irá sair ainda quente da forma)

Misturar tudo e bater na bimby ou com varinha até ficar homogéneo (1 min velocidade 4)

Levar ao forno a 180ºc. Quando tirar o bolo do forno para arrefecer fazer a calda de chocolate

 

Preparar a Calda:

150 gr de leite 

2 colheres de açúcar (colocar mais se o cacau for sem açúcar)

2 colher de cacau magro

1 colher de margarina

 

Colocar tudo no copo da bimby e programar 5min temp 90 velocidade 4. No tacho mexer sempre em lume brando. 

 

Depois retirar o bolo da forma, picar com um garfo e verter a calda pelo bolo e decorar a gosto, de preferência pedir ajuda ao filhote. 

Revisão da alergia ao ovo

Lá fomos fazer exames ao sangue, deu classe zero tal como antes, pensei que tivesse que fazer o prick-teste. Mas a médica achou melhor não o fazer, acha que não vale a pena fazer agora e que os testes de sangue não são muito fidedignos, prefiro prick-test. 

Ficamos radiantes por não fazer mais exames, e ser só em Abril... mas vou ver se me lembro de em Abril pedir para fazer o prick-teste e não fazer exames de sangue que se tem mostrado inúteis. 

A má notícia disto é que vou ter de ter muita imaginação para a festa de anos da M.... vou ter de comprar um bolo à mulher de um colega de trabalho, apesar de o ano passado ter feito um como tinha ovo (ainda não sabíamos), a dificuldade era menor. Esta rapariga já fez bolos para crianças com alergias o que me deixa segura, porque eu vou ter já imenso que fazer e cozinhar, porque não posso comprar bolachas caseiras numa pastelaria, não posso servir fritos tradicionais mas sim fazer as minhas alterações... vou ter de fazer mil coisas, porque não dá para comprar nada de pastelaria. 

 

Por isso depois dos anos dela vou fazer muitos posts de receitas para outras mães e pais que se sintam perdidos ou que até nem tenham um filho com alergias mas se convidarem alguma fazerem pelo menos uma sobremesa simples que esse menino possa comer...