Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Fico piursa

Em conversa com uma conhecida do Facebook. Estivemos de bebé ao mesmo tempo a filha dela nasceu no verão e a minha no outono. Agora ela vai ter um menino em Dezembro e eu em Maio. E em conversa pelo Facebook desabafa que ela é que faz tudo em casa e anda de rastos. E que tem imenso medo da reacção da filha quando for para a maternidade porque a menina é mãe para tudo. Claro que lhe aconselhei no tempo que falta para o pai assumir muitas das tarefas relacionadas com a menina e claro aprender a fazer sopa e comida básica. Veio com desculpas que o marido trabalha muito e que ele até ajuda quando é preciso. Mas que raiva "ajuda quando é preciso"? Trabalha até tarde, ora se vivesse sozinho tinha de cozinhar e fazer o resto sozinho ou pagava bem por isso...Depois este tipo de mulheres casadas com este tipo de homens respondem sempre mas n o posso obrigar. Claro q não...E óbvio não digo que como casal quem trabalhe mais tempo fora de casa não trabalhe tanto em casa. Mas n compreendo e não admito que não saibam fazer. Nós mulheres tivemos de aprender logo acho que por mera igualdade e não insultando o sexo oposto tem neurônios suficientes para aprender ou para seguir um receita ou instruções. Eu disse olha que já fiquei uma semana no hospital e mais duas de repouso. Se o meu marido teve ajuda sim, primeiro porque ñ saiu do meu lado e depois porque a minha mãe quis cuidar de mim para o meu marido trabalhar. Mas agora que tive dois dias de repouso absoluto mais uma semana de levantar para o sofá com calma. O meu marido demonstrou o que é ser marido e pai. Cuidava da M...fazia comida perguntava e eu dizia pesquisa aqui e ele ia e seguia receitas. Agora que já posso sair da cama e fazer uma vida calma com muito descanso mas sem grandes esforços...ele dá sempre banho, ele ajuda-a a vestir. Ainda hoje não parou desde que acordou. Claro que ajudo no que posso e ainda antes de engravidar quis que a M tivesse o máximo de independência possível e que faça tudo com ambos os pais. Aliás nunca foi preciso conversar sobre isso. Ainda na maternidade ele mudou a primeira fralda. Sempre que ela chorava era ele que ia pegar e tentar acalmar. Dar banho e vestir sempre foi alternado. Até na amamentação como tinha de dar mama e biberão do meu leite a seguir ele sempre assumiu dar os biberões. Se é perfeito, não ninguém é...Mas é companheiro e partilha a vida a 100%. Ainda depois de não ter parado o dia inteiro. Disse que lhe que não me sentia capaz de fazer o jantar (cozinhar como tenho bimby é das poucas tarefas que faço) já a pensar vamos mandar vir qualquer coisa. Errado fez uns escalopes de vitela com arroz e cebolada melhor que em muitos restaurantes e tudo da cabeça dele. Se ele anda exausto anda...Mas responde sempre se existem mães solteiras a fazer isto eu tb sou capaz. A mim basta me mimar e ajudar no que posso, compras online, dobrar roupa sentada no sofá, olhar pela M...incentivar a M a fazer as coisas sozinha que eu sei que ela sabe fazer. Quando pede ajuda várias vezes digo que não posso pelo bebé. Mimo extra para ela n se sentir de parte... Mas lá está se sabe comer sozinha, vestir sozinha, ir a casa de banho sozinha...só nos cabe a nós continuar a incentivar. Claro que agora o pai é o herói...porque cuida mais dela e brinca a correr e a fazer tonteiras que eu n posso. Mas apesar de ficar nostálgica e a pensar senão devia tentar fazer mais...Depois penso quando nascer vai ser pior. Sempre teve ambos os pais para ela e só ela. Por isso se agora aos poucos a habituar a ter menos atenção materna talvez a adaptação ao irmão seja menor. Foi o que disse a minha colega, quer dizer estás a dar de mamar não vais parar para ir fazer o almoço...Claro que não a minha colega vai fazer refeições quando os filhos estiverem a dormir. Eu avisei o papel da mãe no primeiro mês é super difícil. Todos os especialistas avisam para descansar o máximo possível...caso contrário é o bem estar materno que fica prejudicado e o leite e a depressão pós parto é amiga do cansaço. Depois este tipo de mulheres assustam-me, porque não as vejo a algum dia incentivar os filhos a fazer tudo em casa...Imagino as a ensinar o que lhes foi ensinado. Que cabe a mulher fazer tudo sozinha o marido se ajudar é não se meter nos copos já é um excelente marido. De uma coisa a minha nora e genro podem ter a certeza os meus filhos vão saber o que é um casamento de apoio mútuo em que ambas as partes fazem o seu melhor para o bem estar da família. E isso vai desde jantar e tempo em família como limparam a casa em família. Assim todos tem o mesmo tempo livre.

1 comentário

Comentar post