Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Special Things by Me

Um blog sobre ser mãe, mulher e esposa. Um blog sobre os desafios da maternidade, sobre alimentação especial, um blog sobre tudo e sobre nada.

Coisas que me fazem confusão

Espero não ser crucificada, mas faz-me muita confusão crianças com 3 anos ainda mamarem, e não é só uma vez é de manhã, ao fim do dia, para adormecer e ainda algumas vezes por noite. E a mãe achar isso a coisa mais natural do mundo....o leite de manhã e a noite antes de dormir não me faz confusão. Mas o dar várias vezes a noite faz-me sim confusão...não se trata de uma questão de alimentação mas sim e peço desculpa de vício, conforto o uso da mamã como de uma chucha. E essa é outra crianças com mais de três anos ainda usarem chucha para todo o lado.... Faz-me confusão num grupo de amamentação dizerem que é normal um bebé passar duas ou três horas agarrado a mama, que não, um bebé não faz da mama chucha. Desculpem mas um bebé por norma em 15 a 30min obtém o alimento...num pico de crescimento pode pedir leite mais vezes....Mas daí a dizer que é normal o bebé a noite se agarrar a mama e n deslagar é perfeitamente normal, isso faz-me muita confusão. Não digo para dar logo chucha, mas também não dar logo mama para resolver um choro....aliás quando tem fome antes de chorar mostram pela expressão facial e mãos que estão a procura da mama....o outro choro pode ser cólicas, medo, frio, pedir carrinho ou birra de sono....claro que o caminho mais fácil é oferecer a mama....ou por na cama com a mãe... e o que me faz mais confusão é dizer que é tudo natural mas passado um ou dois anos, que os filhos não dormem independentemente, que a mãe não dorme uma noite de sono completa a mais de três anos e se queixa, não gosta de ouvir que houve uma altura em que se esqueceu de dar asas ao filho...é tudo natural, mas até nas tribos mais naturais como a norma é ter filhos com diferença de 9 a 18 meses o normal é o filho deixar de mamar para dar lugar ao novo bebé...natural mas em documentários de BBC vida animal vemos mães mamíferos recusarem dar mama a determinada altura porque os filhos já tem idade para ser independentes. Hoje em dia caímos em excessos, as mães que nem tentam dar....e as mães que se recusam a perceber que os seus filhos já são crianças e não bebés. E com isto o excesso arrasta-se com desculpas para mau comportamento....desde ver crianças tentarem bater nos pais, e atenção todos passam por isto....Mas muitos pais ignoram ou só dizem n se faz, ou castigar e depois a criança chorar e o outro progenitor dar mimo....sim ser pai ou mãe é super difícil, eu própria quando ouço a minha filha chorar e vir ter comigo não lhe dou mimos até olhar para o outro progenitor ou familiar e ver pela expressão o que fez....se fez mal calmamente falo com a M, e pergunto o que se passou e porque que o pai ou tio está chateado....sim às vezes custa imenso, até porque quem está por fora está com a cabeça calma e o castigo até pode parecer exagerado, mas o outro progenitor tem a cabeça quente e só ele sabe o que aconteceu...e quando falo em castigos não são físicos mas sim um time out a um canto ou quando tem idade para perceber não deixar fazer qualquer coisa que gostem nesse dia....Mas claro para resultar é preciso conversar com a criança após a birra ou o choro passar. Infelizmente o que eu vejo é pais darem desculpas, aí é o sono, ou ela queria muito um brinquedo. A do sono até pode ser verdade, mas aí o melhor é levar para o quarto e por a dormir, se tiver três anos quando acordar vai se lembrar sim que bateu em alguém. A M tem três anos e lembra se de coisas que aconteceram a três meses atrás... Claro que estando eu grávida agora é mais complicado ouvir a M chorar, fico logo com lágrimas nos olhos, mas tento sempre racionalizar e perceber se ela tem razão ou se está a chorar porque foi repreendida, se resulta sempre, não tenho dias que me esqueço e digo ao marido que podia ter lidado com a situação com mais calma....Mas nessas vezes o que acontece é logo a M tentar levar a dela avante porque vê a mãe como aliada.

1 comentário

Comentar post